Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2020
Libertadores

Após sofrer infarto, flamenguista do AM sai direto do hospital para final da Libertadores

Presidente de honra da torcida organizada Raça Rubro-Negra, Lavor Neto sofreu infarto, mas deixou hospital para conferir a final épica contra o River Plate, no último sábado



WhatsApp_Image_2019-11-24_at_13.00.24_EBED8A78-98F3-49E8-ADC4-75D890D7C1C4.jpeg Lavor não só assistiu a final como ainda comandou o agito nos microfones
25/11/2019 às 07:25

Dizem que final de campeonato é um verdadeiro “teste para cardíaco”. E o chavão mais famoso do futebol foi levado ao pé da letra pelo presidente de honra da torcida organizada Raça Rubro-Negra, Lavor Neto, de 43 anos.

Ele sofreu um infarto no último dia 15 de novembro e ficou internado até a manhã do sábado, dia da decisão da Libertadores da América, quando deu o ultimato ao médico: “ou o senhor me dá alta, ou eu vou fugir do hospital, porque eu tenho que assistir essa final".



 Liberado para acompanhar o jogo, o coração de Lavor só não esperava sofrer tanto com o épico jogo entre Flamengo e River. E ele conta os detalhes dessa história para o ACrítica.com

O susto

Lavor conta que sofreu o infarto na manhã do dia 15 de novembro. Por essas coincidências do destino, 15 de novembro é o dia do aniversário do Flamengo. O dirigente revela que acordou sentindo uma dormência no braço esquerdo, mas não levou muito a sério, uma vez que seu filho tinha dormido em cima de seu braço. Foi quando veio a forte dor no peito. Levado para o hospital, Neto diz que demorou para que os médicos constatassem o quadro de infarto no miocárdio inferior. Ele precisou repetir o eletrocardiograma duas vezes até ser levado para a sala de emergência.

Internado na UTI, Lavor passou por um cateterismo no dia 20 de novembro, apenas três dias antes da final da Libertadores da América. “Fiz o cateterismo às 11h da manhã. O processo foi pela veia femoral. Tinha uma artéria entupida e colocaram dois stents”, explica.

O dirigente só saiu da UTI para a enfermaria na sexta-feira. No sábado de manhã, data da grande final, começou a “guerra” para receber a alta. Depois de ameaçar fugir do hospital, o flamenguista foi liberado e só deu tempo de ir em casa, tomar banho e correr para o Copacabana Chopperia, local onde a Raça Rubro-Negro estaria concentrada para a assistir a decisão que o clube esperou por longos 38 anos.

O teste

Livre do hospital, Lavor comandou o agito. Com um microfone na mão foi difícil segurar a emoção. Ele só não contava que o teste derradeiro para o seu coração seria tão difícil. “Na hora do primeiro gol (do River) eu meio que não acreditei, porque aquele não era o Flamengo que tinha disputado o Brasileiro para ser campeão, que estava na final da Libertadores. Parecia que o time tinha ficado no Rio de Janeiro. O gol do River me abateu muito. Eu falava pra Deus: “será que depois de eu passar tudo isso eu não vou conseguir ver o Flamengo ser campeão?”, questionava. 

A explosão de alegria só veio aos 43 minutos do segundo tempo com o gol do empate de Gabigol. “Quando o Gabigol fez aquele gol, cara, eu pulei, eu gritei, eu chorei. Eu me emocionei. Passou um filme ali da minha vida em relação ao Flamengo, pela minha luta em relação a torcida. A gente pegou os piores momentos do Flamengo e estamos com os melhores momentos agora. Quando o Gabigol virou, meu coração disparou. Eu pensei que eu ia infartar de novo. Quando eu vi que não aconteceu pensei: tô pronto pro pior. Meu coração passou no teste”, decretou.

Foco

Com o coração devidamente aprovado, Neto foca agora no Mundial de Clubes.  “Para a final do Mundial a gente vai se preparar da mesma forma e a gente vai ser bicampeão mundial. Este ano é nosso em tudo. Isso se não der a doida de viajar para o Catar para ir assistir o Mundial. A gente tá montando uma caravana da torcida para o mundial”, avisa o valente coração rubro-negro. 

News leanderson b7ec9c58 64a9 47ea b44f 6d95bec6b283
Jornalista, editor-executivo do MANAUS HOJE

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.