Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
PONTAPÉ INICIAL

Nacional estreia contra Galvez na Copa Verde com homens de confiança de Adebal Lana

Naça estreia na Copa Verde encarando o Galvez. Com apenas 20 dias de pré-temporada, o técnico aposta em alguns nomes de confiança



BRANCOS.JPG Branco reedita parceria com Lana (Foto: Gilson Melo/Freelancer)
29/01/2017 às 05:13

O Nacional estreia neste domingo (29) contra o Galvez, do Acre, às 18h (de Manaus) pela Copa Verde, no estádio Antônio Aquino Lopes, o Florestão. E além do time lidar com a tensão de uma estreia, o Leão  da Vila Municipal terá que entrar em sintonia plena para fazer uma boa partida.

Com muitas caras novas, o time de Aderbal Lana teve apenas 20 dias de pré-temporada e o entrosamento da equipe ainda não é dos melhores, mas o treinador tem no elenco alguns homens de confiança. Entre eles o meia Alan Bahia e o atacante Branco, que re-editam uma parceria que deu certo no ano passado no Campeonato Amazonense. Com o trio Alan-Lana-Branco, o Rio Negro chegou à semifinal do Barezão, sendo eliminado pelo campeão Fast.

“A gente trabalhou no Rio Negro e em outras equipes também, já tinha trabalhado com ele no Nacional em 2009 e tem o conhecimento dele no futebol amazonense. Ele cobra muito e é inteligente na hora de escalar uma equipe. Então creio que na nossa estreia  a gente vai surpreender muita gente e vai conseguir os nossos objetivos”, disse Branco.

Mas se Branco conhece bem treinador e parceiros como Alan Bahia e Pablo, ele diz que o resto do elenco ainda está se conhecendo e conversando bastante para saber como cada um joga. Ao longo dos treinos da semana, Aderbal Lana variou a formação do time testando peças para escalar a equipe. Nos treinos também há um trabalho para que os jogadores se conheçam.

“O técnico está fazendo um esquema sem o adversário só para gente se conhecer e saber onde o companheiro está e isso é importante para a gente que está se conhecendo e isso é muito bom. Acho que esses 20 dias que a gente teve foram muito importantes para a gente botar em pratica e conseguir o resultado”, explicou.

Para Alan Bahia, a conversa é importante, mas como o entrosamento dos melhores, a solução dentro de campo para compensar esta deficiência é “obediência tática. Escutar bastante fazer o que o Lana pede para que o resultado possa estar vindo. A gente sabe que ainda está longe do que ele espera de ser um time entrosado, mas estamos  trabalhando forte para que o entrosamento venha o mais rápido possivel”, disse.

No último treino em Manaus, Lana esboçou o time que deve entrar em campo contra o Galvez com: Pablo; Thiago Bastos, Victor, Wagner  e Jeferson Telles; Bruno Potiguar, Iuri e Alan Bahia; Juninho Bolt; Jackie Chan e Branco.

Adversário desconhecido

O adversário do Nacional “ganhou de presente” a vaga na Copa Verde. Após a desistência do Goiás, uma vaga se abriu para o Acre e esta seria ocupada pelo Rio recusou o convite.

Informações sobre o time do Acre são poucas na Vila Municipal.  “Tivemos um pouco de dificuldade porque tentaram fazer dois jogos contra o Atlético do Acre que teve 20 minutos de jogo e terminou em briga. No último fim de semana, choveu e eles não jogaram , então a informação é mínima e o que sabemos é que o time vem com uma formação semelhante a do ano passado”, explicou o técnico Aderbal Lana.

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.