Domingo, 19 de Janeiro de 2020
CAÇA-TALENTOS

Ex-jogador Michel Parintins inicia empreitada de projeto de futebol na Ilha

Com 12 anos de carreira profissional, Michel Parintins, o Pajé, teve passagens marcantes pelo, Fast Clube, Princesa do Solimões e pelo São Raimundo-PA



WhatsApp_Image_2019-12-20_at_19.44.13_32F948E1-2564-47DE-AE86-541C3C612B8A.jpeg Foto: Denir Simplicio
21/12/2019 às 17:42

Acostumados a realizar grandes feitos dentro de campo, Michel Machado ‘Parintins’, 38, conhecido como ‘Pajé’, agora quer fazer bonito fora dos gramados. Com empreitada em sua cidade natal, no município de Parintins (distante 369km de Manaus), o ex-atacante inicia no dia 13 de janeiro, no campo da Paróquia de São José, as atividades do seu projeto social MP em busca de Talentos.

De olho na garotada ‘boa de bola’ de 17 a 20 anos, o novo caça talentos do mercado boleiro, Michel Parintins, explicou que o trabalho surgiu da necessidade de qualificar os amantes da bola da Ilha Tupinambarana.



“A ideia surgiu devido eu sentir a necessidade, de sentir a carência de domínio, da habilidade. Tem muitos jogadores bons, mas eles estão muito desorientados, e o projeto é mais pra qualificar o nosso futebol, e também um trabalho social pra alimentar a vontade desses jovens que sonham em ser um jogador profissional”, destacou Michel Parintins.

Disciplinado dentro campo pelos clubes onde passou, o Pajé, quer passar as mesma lições aos atletas no projeto social, e explicou o processo de avaliação dos jogadores.

 “O jogador vai ter que ser um jogador que respeite o colega, professor, respeite o pai e mãe, não pode ser rebelde dentro de casa vai ser barrado. E a aplicação vai ter que ir nos treinos todos os dias, e esse vai ser o modo de avaliação”, ponderou o idealizador do projeto.

Apenas uma bola de futebol e força de vontade é o suficiente para inscrição no projeto, e Michel Parintins, falou que a mensalidade será a dedicação dos ‘novos talentos’ dentro do campo. 

“A inscrição é uma bola por jogador, e o material que ele tem que comprar que é 30 reais. A meia vai ter que ser preta, não vai ser meião”, explicou .

Carreira marcante

Cheio de glórias na carreira, Michel Parintins elencou os feitos importantes como jogador profissional. “Foi o título do São Raimundo-PA na Série D(2009) lá em Santarém, foi o ápice da minha carreira, que eu fazia gol de tudo que é jeito. No Princesa foi um momento marcante que eu fui artilheiro e campeão amazonense em 2013. No Fast também foi muito bom, mas o do São Raimundo foi especial”, concluiu Michel Parintins.
 

News 48367672 1136721996505445 2342939255929569280 n 2dad860c 0057 4e2e b7f5 f53181960f2f
Repórter do Craque
Jornalista formado na Ufam, campus de Parintins. Estudante de pós-graduação em jornalismo esportivo na Universidade Estácio de Sá. Repórter do Caderno de Esporte ‘Craque’ de A Crítica desde novembro de 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.