Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020
Talento Baré

Talento do Manaus FC, Vitinho é um dos talentos revelados no futebol amazonense

Atacante de 22 anos foi uma das peças importantes no acesso inédito do Gavião do Norte à série C do próximo ano



Vitinho_Manaus_E01E373F-E4B7-45EE-9982-7FC0DFC83004.jpg Foto: Antônio Lima
28/07/2019 às 13:33

Do banco de reserva do Manaus FC tem surgido o coringa do time esmeraldino, e um dos talentos promissores do futebol amazonense. O ponta-direita, Victor Leonardo, 22, apelidado de ‘Vitinho’ - pelo fato de medir 1.58 - foi um dos personagens principais na partida que decretou o acesso inédito à Série C do Gavião do Norte. Mas antes de viver um dos momentos mais importantes da carreira, Vitinho trilhou jornada de altos e baixos em busca do sonho de ser jogador profissional. 

“Meu primeiro clube foi o Nacional na categoria de base, depois fui para o São Raimundo, onde eu fui enganado no profissional, por não ter sido valorizado. Mas logo em seguida fui para o Fast, onde joguei a Copa São de Futebol Júnior (2017). Fui campeão amazonense de base (2016) e ganhei a oportunidade no profissional do Fast. De lá que iniciei minha carreira no futebol profissional e comecei a ser visto. E depois fui jogar a segundona do Barezão pelo Sul América, até chegar ao Manaus depois que os presidentes do Manaus me observaram e apostaram em mim”, relembrou o camisa 22. 



Momento mágico

“Vitinho, Vitinho”! Mais de 44 mil pessoas faziam ecoar o nome do jogador do Manaus na Arena da Amazônia, depois do show nos gramados, com jogadas importantes e duas assistências a gol, na goleada do Manaus por 3 a 0 diante do Caxias-RS no último dia 20 de julho. 

Foto: Sandro Pereira

“Quando eu fazia as jogadas no jogo e ouvia as pessoas gritando meu nome, eu lagrimava de tanta felicidade, foi um momento lindo demais”, expressou Vitinho.

 O atacante esmeraldino também recordou o que viveu no jogo do acesso à Série C, onde teve a missão de substituir Diogo Dolem que saiu aos 34 minutos do primeiro tempo devido um choque grave na cabeça. 

“Eu fiquei um pouco surpreso, porque eu estava umas sete partidas sem jogar. Estava sem ritmo, não sabia mais o que era jogo. E quando eu estava lá conversando com o Márcio Passos (defensor do Manaus), e nem imaginava que o professor (Welington Fajardo) ia me chamar. Me deu apoio e confiança e me disse: Faça o seu jogo e faça o que você tem de melhor”, relembrou o atacante do Verdão da capital.
 
Com apenas 20 jogos e dois gols nesta temporada, Vitinho alça voos maiores na caminhada de atleta, mas ainda vive o êxtase do feito no Gavião do Norte. 

“Para mim é muito maravilhoso tudo isso que eu vivi, pelo fato de ser jovem, nunca esperava que fosse conseguir isso. Deus é maravilhoso! E para um clube que é novo, é algo muito bom para os atletas, para os torcedores. Nós vamos trabalhar muito pra conseguir mais vitórias e, se Deus quiser, conquistar o título da Série D”, finalizou Vitinho.

News 48367672 1136721996505445 2342939255929569280 n 2dad860c 0057 4e2e b7f5 f53181960f2f
Repórter do Craque
Jornalista formado na Ufam, campus de Parintins. Estudante de pós-graduação em jornalismo esportivo na Universidade Estácio de Sá. Repórter do Caderno de Esporte ‘Craque’ de A Crítica desde novembro de 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.