Domingo, 21 de Julho de 2019
RESPEITO

Manaus FC faz homenagem póstuma a torcedor mirim falecido no mês passado

Kauã Siqueira, de 8 anos era torcedor assíduo nos jogos do Gavião do Norte junto com o seu pai Gecivaldo Silva. Ele morreu de forma repentina por razões desconhecidas



Manaus_FC_Homenagem_a_torcedor_B4BA8F02-9EFB-4190-A424-1E8F7A77F291.jpeg Foto: Assessoria Manaus FC
07/07/2019 às 14:24

Há seis anos o time do Manaus Futebol Clube vem ganhando apoio e confiança dos amantes de futebol em solo baré. E no meio desse caminho, o Gavião do Norte alcançou a garotada manauara, como o menino Kauã Siqueira,8, que foi apaixonado pelo time esmeraldino. 

O pequeno torcedor do Manaus viveu pouco para conhecer a tamanha proporção do Gavião no futebol amazonense, pois Kauã faleceu de forma repentina no mês passado por razões desconhecidas, segundo o atestado de óbito. 

Através de um comentário do pai do garoto, Gecivaldo Silva, em uma postagem nas redes sociais do Gavião, a história viralizou e a paixão de Kauã foi descoberta. A partir disso a diretoria e os jogadores tomaram conhecimento do fato e decidiram homenagear o menino com uma camisa autografada por todos os jogadores do Gavião. O "símbolo" foi entregue ao pai na partida de volta da segunda fase da série D, onde o Gavião goleou o Real Ariquemes (Rondônia). 

 “Eu fiquei triste pela perda do meu filho, mas por outro lado, feliz em saber que o time que ele amava tanto, o "Meu Manaus" como ele dizia, lhe prestou uma homenagem”, relembra  Gecivaldo Silva.

Kauã Siqueira era fã de carteirinha do goleiro Jonathan, e com um misto de emoções, o jogador do Manaus revelou o que passou na sua cabeça ao saber da história do pequeno torcedor.

 “Eu senti um misto de alegria e tristeza ao saber que eu era ídolo para o Kauã. Mas fiquei feliz por ter sido um espelho desse breve momento de vida dele, e por saber que ele era apaixonado pelo Manaus”, relatou o ídolo de Kauã.

O pai do garoto, que é fanático pelo Gavião, relembrou momentos ao lado do filho, e disse que o amor de Kauã pelo clube começou no dia 26 de abril de 2017, na vitória do Manaus por 1 a 0 diante Penarol, pelo Barezão daquele ano, na Arena da Amazônia.

 “Eu era torcedor do Penarol. No estadual de 2017 fomos assistir um jogo entre Penarol e Manaus. Quando a partida começou, ele simplesmente falou que iria torcer pelo Manaus. O Kauã disse que foi amor à primeira vista”, declarou Gecivaldo.

As memórias do filho torcendo e vibrando nas partidas do Manaus permanecem vivas, e de forma saudosa, Gecivaldo contou como era a energia de Kauã na arquibancada dos estádios manauaras.

“Era muito divertido, ele falava muito, gritava, pulava, até xingava o árbitro, como um legítimo torcedor. Assistir jogo com o Kauã era diversão garantida”, finalizou..

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.