Domingo, 22 de Setembro de 2019
ESPERANÇA

Meia atacante amazonense, Gabriel Soeiro busca espaço no futebol carioca

O jogador teve passagem no inicio da temporada pelo futebol amazonense, disputando o Barezão pelo Rio Negro



Gabriel_Soeiro_3_3DF00966-EB90-4E12-A205-27119A864047.jpeg Foto: Divulgação
24/08/2019 às 15:37

Brilhando nos gramados cariocas e defendendo as cores do Bela Vista Futebol Clube, na cidade de Niterói, Rio de Janeiro, o atacante Gabriel Soeiro,21, natural de Manaus, esbanja talento na disputa da série B2 do Campeonato Carioca onde atuou em 11  partidas e anotou dois gols até o momento.

Vestindo a camisa 7 do time de Niterói, Soeiro almeja chegar ao time profissional do Flamengo, apesar de ter sido formado nas categorias de base do Vasco da Gama por três anos, atuando de 2010 a 2012. 

“Graças a Deus tenho me destacado nos jogos e isso traz visibilidade para no meu futebol. E isso é fundamental pra evolução da minha carreira. Como eu pude jogar no Vasco por um tempo, e até hoje um carinho imenso por eles, mas eu tenho uma vontade enorme de jogar no Flamengo”, declarou Gabriel Soeiro.

A experiência no futebol carioca coloca as habilidades do atleta amazonense na vitrine do Rio de Janeiro. E o meia-atacante do Bela Vista ressaltou a importância desse fator na sua jornada.
“Jogar no futebol aqui traz o benefício de poder jogar amistosos e até jogos oficiais contra times grandes como o Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco. Isso traz experiência e, além disso, mostrar a evolução do meu futebol, e isso é importante pra mim”, frisou Soeiro. 

Formação no Vasco

Ao contrário de muitos garotos que sonham em ser jogador de futebol no Amazonas, o atacante Gabriel Soeiro agarrou chance de ouro para fazer parte da base do Vasco, no Rio de Janeiro. 

O jogador revelou como chegou ao clube, e também relatou toda experiência.

“Sempre me destaquei muito nos campeonatos de futsal e futebol quando morava em Manaus. E isso despertou interesse pra quem trabalha nessa área de revelar jogador. E o Paulinho Nascimento (olheiro de futebol), na época veio até mim e ofereceu um teste no Vasco, e ele disse que o clube estava precisando de um jogador do meu porte e com minhas habilidades, e eu fui pra lá e passei quatro anos”, relatou Gabriel Soeiro.

Gratidão ao Rio Negro

Com formação no futebol carioca, Soeiro teve apenas uma passagem no profissional em solo amazonense. 

O atacante defendeu as cores do Rio Negro no Barezão 2019, onde disputou 13 partidas e marcou apenas um gol. Apesar da grande atuação no Barriga Preta, a equipe foi rebaixada para a segunda divisão do estadual, mas o jogador disse sentir gratidão pela oportunidade recebido no clube alvinegro.

“Enquanto eu estava no Rio Negro eu pude aprender muita coisa, e coisas que eu vou levar pra minha carreira, e só tenho que agradecer ao Rio Negro por abrir as portas pra mim e jogar o Campeonato Amazonense pela primeira vez, e foi uma honra usar a camisa do Galo”, concluiu o jogador.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.