Publicidade
Esportes
Craque

Dor e superação: jogador do Nacional disputa partida decisiva de luto pela morte da mãe

O meia Erick perdeu a mãe um dia antes da decisiva partida que colocou o time Sub-20 do Naça na final do Barezinho 2015. Atendendo o pedido da própria genitora, o jogador foi à campo em busca de um sonho em comum 09/08/2015 às 14:56
Show 1
Erick dedidou a classificação à final do Barezinho 2015 a Dona Genice, falecida no dia anterior.
Denir Simplício Manaus (AM)

A partida tensa em que Nacional e ASA da Amazônia disputavam uma vaga na final do segundo turno do Campeonato Amazonense de Juniores teve momentos épicos. Melhor em campo, o ASA abriu o placar e seguia com a vaga até os 43 minutos do segundo tempo. Em campo, um jogador em especial atuava com uma dor imensa no coração e na alma. O meia Erick, do Nacional, enterrara a mãe no dia anterior e saiu de campo aos prantos após o empate que levou o Naça á final do Barezinho 2015.

Dona Genice, mãe do jogador Erick, perdeu a luta contra o câncer e não teve a oportunidade de ver parte do sonho do filho se realizar. O próprio camisa 5 do time de juniores do Leão da Vila Municipal relata o sofrimento da mãe. 

"Ela tava internada desde o início do campeonato no hospital e mesmo assim eu jogava com esse peso nas costas... é difícil falar", comenta Erick, chorando ao lembrar dos conselhos da mãe. "Antes de ela partir ela falou pra mim: Filho, vai ficar tudo bem. Não desiste do teu sonho. E foi isso que me fortaleceu pra eu estra em campo hoje (ontem), pois eu não tinha nenhuma vontade de jogar...", revelou.


Erick comentou que a mãe queria o ver atuando na final do primeiro turno, mas não estava em condições de acompanhar a partida. "Na primeira final, eu gostaria muito que ela estivesse me vendo, mas não deu pra ela vir me ver. Eu creio que agora, que ela se foi, que partiu... que ela pode me ver de outro lugar, lá do Céu e que ela possa me abençoar", disse o jogador aos prantos.

Erick dedicou a difícil classificação para a finalíssima do returno sobre o ASA com o empate em 1 a 1, na tarde deste sábado (8), a Dona Genice. O camisa 5 do Leão estará em campo na próxima quarta-feira (12), no estádio Carlos Zamith, contra o Fast Clube. Só a vitória dá ao Naça a chance de tirar o título antecipado do Rolo Compressor.


Publicidade
Publicidade