Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
Craque

Dossiê Olímpico: nova versão dos Jogos quase foi por água abaixo na Olimpíada de Paris 1900

Sem o mesmo aporte financeiro dos Jogos de Atenas, a Olimpíada parisiense foi dividida com outro evento que não tinha nada a ver com o esporte. O resultado foi um recúo no sonho do Barão de Coubertin



1.jpg A Paris 1900 acabou sendo um fracasso em relação aos Jogos de Atenas
24/02/2016 às 16:42

Do sucesso absoluto ao fracasso iminente. Após a euforia da Olimpíada de Atenas, na Grécia, a segunda edição dos Jogos Olímpicos da Era moderna realizados no ano de 1900, em Paris, na França, foi considerado frustrante para os planos de consolidação do “Sonho Olímpico” do Barão de Coubertin, que como presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), escolheu a “Cidade Luz” como sede.

A ideia da realização do evento a cada quatro anos foi mantida, mas realizar os Jogos paralelamente a Feira Mundial de Paris, exposição industrial e tecnológica, que tinha a Torre Eifell como porta de entrada, acabou deixando a Olimpíada como evento secundário. Ao contrário do que aconteceu em Atenas quatro anos antes, quando a população grega prestigiou o ressurgimento dos Jogos Olímpicos, após 1.500 anos de esquecimento, os parisienses deram pouquíssima importância a segunda edição dos Jogos. Até o nome do evento chegou a ser rebatizado com diversas nomenclaturas (ler mais no Museu Olímpico Roberto Gesta) e os atletas que participaram dos Jogos sequer sabiam se estavam competindo em uma Olimpíada.

A total desorganização, desinformação e falta de complexos esportivos para a execução das provas, além do acúmulo de eventos combinados acabaram por forçando o Barão de Coubertin a abandonar o comando da competição e entregando nas mãos dos organizadores da feira parisiense.


Os Jogos de Paris, ao contrário de Atenas, não tiveram cerimônia oficial de abertura. Outro problema foi o tempo de duração dos Jogos. O evento teve início no dia 14 de maio, no Velódrome de Vincennes, e só foi encerrado no dia 28 de outubro, se estendendo por quase cinco meses. Muitos dos atletas sequer receberam suas medalhas ao final da competição, o que tirou parte da dignidade conquistada na Olimpíada de Atenas.

Problemas à parte, a comunidade esportiva mundial pode comemorar a primeira participação das mulheres em uma Olimpíada, já que por conta do conservadorismo de alguns integrantes do COI, foi vetada a inclusão do chamado “sexo frágil” nos Jogos de Atenas.


A tenista britânica Charlotte Cooper foi a primeira mulher, entre as 22 pioneiras que disputaram os Jogos de Paris, a ganhar uma medalha Olímpica. A inclusão dos esportes coletivos, como o futebol, rúbgi e o polo aquático nos Jogos também foi uma inovação na Olimpíada em solo francês. Também pode se comemorar em Paris a quebra de algumas marcas obtidas nos Jogos de Atenas.

Destaque para o norte-americano Alvin Kraenzlein, que se tornou o primeiro atleta a ganhar quatro medalhas de ouro em uma mesma Olimpíada ao vencer os 100m e 200m com obstáculos, os 60m rasos e a prova de salto em distância.


Como já era esperado, a França foi a grande vencedora entre os 24 países participantes dos Jogos de Paris. Vale ressaltar que cerca da metade dos 997 atletas que disputaram a Paris-1900 eram franceses. Os jogos na Cidade Luz contaram com 95 eventos divididos em 20 modalidades esportivas: atletismo, Cabo de guerra, Ciclismo, Críquete, Croquet, Esgrima, Futebol, Ginástica, Golfe, Hipismo, Natação, Pelota Basca, Polo, Polo aquático, Remo, Rugby, Tênis, Tiro, Tiro com arco e Vela.

Esportes bizarros marcaram a Paris 1900

Entregue aos cuidados de quem não entendia do mundo esportivo, os Jogos de Pais abrigaram provas um tanto estranhas como balonismo, natação sub-aquática e tiro ao pombo, que foram disputadas em meio a Olimpíada parisiense, o que causou confusão no público que acompanhava os Jogos.

As provas do lançamento de dardo e disco foram disputas em um local que mais parecia um pântano. Repleto de árvores no meio, por diversas vezes o dardo acabava fincado em troncos e o disco terminava perdido na vegetação. Na natação, que foi realizada no rio Sena, os nadadores por muitas vezes dividiam espaço com as embarcações, já que não houve a preocupação por parte dos organizadores em paralisar o tráfego durante as provas.


Na maratona o grande vencedor foi o francês Michel Théato, um funcionário de uma padaria. No entanto, tempos depois foi descoberto que o maratonista havia nascido em Luxemburgo, mesmo assim sua medalha, que só foi entregue 12 anos depois, foi computada para a França.

Nos aspectos positivos da Paris 1900, temos a Inglaterra, que se sagrou a primeira campeã olímpica de futebol, batendo a França na decisão. Pela primeira vez nos Jogos Olímpicos foi usado o lema do espírito olímpico: “Citius, Altius, Fortius” (mais longe, mais alto, mais forte), frase do pastor Henri Didon, amigo pessoal do Barão de Coubertin e empregada desde então no evento.

O destaque norte-americano nos Jogos de Paris foi o atleta Alvin Kraenzlain, que inovou ao utilizar pequenos pregos na sola de seus sapatos. A estratégia no calçado do corredor lhe ajudou a conquistar quatro ouros na Olimpíada parisiense nas provas dos 60m, 100m e 200m com barreiras, além de alcançar o lugar mais alto do pódio no salto em distância. 

Museu Olímpico Roberto Gesta

A medalha de prata do Tiro ao Pombo nos Jogos Olímpicos de 1900

No Congresso da Sorbonne de 1894, no qual Pierre de Coubertin conseguiu que uma elite representativa de vários países aprovasse o restabelecimento dos Jogos Olímpicos, a ideia original do pensador francês era a de que a edição inicial do evento se desse em Paris em 1900. Entretanto, por considerar que haveria um lapso de tempo muito grande para finalmente o sonho dos Jogos Modernos se concretizasse, os membros do conclave escolheram Atenas como a primeira sede, em 1896, e Paris, em seguida, em 1900.

Os Jogos de Paris foram realizados em conjunto com a grandiosa “Exposição Universal Internacional“ e logo surgiram problemas de ordem política que obrigaram o Comitê Organizador instituído por Coubertin a renunciar, ficando o evento sob o comando dos diretores da Exposição.


Uma infinidade de competições, incluindo eventos escolares e militares foi programada. Modalidades bizarras, como a pesca no Sena, foram realizadas.

A expressão Jogos Olímpicos foi ignorada e nos diversos órgãos de imprensa os eventos eram chamados de “Jogos Internacionais”, “Campeonatos Internacionais” , “Campeonatos de Paris” , “Campeonatos Mundiais” etc. O próprio Relatório Oficial teve por título “Concursos Internacionais de Exercícios Físicos e de Esportes”.

Várias provas foram mal organizadas; as instalações, em sua maioria, eram inadequadas; o comparecimento de atletas estrangeiros foi mínimo, em razão principalmente de informações contraditórios antecedentes às competições.

Em razão dos inúmeros percalços, o historiador Bill Mallon denominou o evento de Paris 1900, ao lado do de Saint Louis 1904, como “Jogos Farsa”.

Até os dias de hoje, há debates sobre que modalidades e provas de 1900 devem realmente ser consideradas “olímpicas”, havendo divergências entre os estudiosos sobre essa classificação. O tiro ao alvo é um bom exemplo.

Muitas foram as modalidades de tiro que fizeram parte dos “Jogos da Exposição Universal ”. A mais polêmica foi o tiro ao pombo, que provocava a matança das aves

Apesar de ser prática corriqueira em muitos países, principalmente na Europa, houve protestos, por já existir preocupação com os animais.

Houve dois eventos de Tiro ao Pombo, como se encontra descrito no Relatório Oficial. O primeiro foi o “Grande Prêmio do Centenário”, realizado no dia 19 de junho e que contou com 166 atiradores.


O segundo e mais importante foi o “Grande Prêmio da Exposição Universal de 1900”, levado a efeito de 25 a 27 de junho, e o que mais se aproximaria de ser considerado “olímpico”, se levarmos em conta que poderiam ser chamados assim os eventos que eram denominados como “da Exposição”. 52 atiradores competiram e cerca de 300 pombos foram abatidos.

A exemplo do que se passou com outros setores dos Jogos, a distribuição de prêmios em 1900 foi confusa e não seguiu um padrão uniforme.

As diferentes modalidades esportivas foram organizadas pelas respectivas Federações, cada uma delas criando suas próprias regras. Houve a entrega de objetos de arte, de troféus e medalhas das próprias Federações. Porém o mais significativo prêmio foram as belíssimas plaquetas da Exposição, utilizadas, em alguns casos, para atletas participantes e, em outros, como medalhas de premiação. Houve plaquetas de ouro, de prata banhada a ouro; de prata; de bronze banhado a prata e de bronze.

No caso do tiro ao pombo, são conhecidas plaquetas de prata e de bronze.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.