Publicidade
Esportes
Ponta Negra

Doze equipes ‘brigam’ pela taça 2ª Copa Manaus de Beach Soccer, na Ponta Negra

O campeonato inicia neste sábado (15) às 15h45, e segue até o dia 29 de outubro, na praia da Ponta Negra 13/10/2016 às 16:09 - Atualizado em 14/10/2016 às 17:44
Show unnamed
O evento recebe apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Divulgação)
acritica.com

Falta pouco para a 2ª Copa Manaus de Beach Soccer Masculino. O evento inicia neste sábado (15) às 15h45, e segue até o dia 29 de outubro, na praia da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. Ao todo, 12 times vão disputar a taça e tentar vaga para o circuito nacional. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Estrela do Norte, Silves FC, Amigos de Silves, Nova Geração, Raça Manaus, Guerreiros, Boa Esperança, Aliança Francesa, Fast Zona Leste, Área Verde, LDU e Amigos da Praça 14 são as equipes participantes.  O Estrela do Norte, inclusive, vai tentar o bicampeonato. A equipe conquistou seu primeiro título em maio deste ano. “As equipes estão se preparando e prometem um jogão a cada rodada. Todos estão sedentos pelo lugar mais alto do pódio, pois o time vencedor ganhará vaga na competição nacional organizada pela Confederação” explicou o presidente da Federação Amazonense de Futebol de Areia (Fafa), Junior Caixa.

Ainda segundo Caixa, a ideia é tornar a Copa tradicional do calendário esportivo e, desta forma, disseminar a modalidade, bem como conquistar novos adeptos. O titular frisou ainda que a competição também será porta de entrada para desvendar talentos do futebol areia, que podem se credenciar a atuar em times de fora. “Temos muita gente boa em Manaus e queremos cada vez mais estimular essas pessoas a não somente praticar a modalidade, como também participar dos campeonatos, pois com mais participantes e equipes, conseguimos elevar o nível das provas. A Copa, desta forma, deve se tornar anual e revelar jogadores para a seleção amazonense e de demais estados. Temos vários exemplos e acho que o caminho é este”, destacou.

Estreante na área

Dos doze times participantes, a equipe da LDU é estreante na competição. E apesar dos dez anos de história que coleciona, a ansiedade marca presença na véspera da disputa. Segundo o capitão da LDU, Roberto Abtibol, passar de amador para ‘profissional’ é uma grande responsabilidade.

“É a primeira vez que vamos competir. Nosso time é formado com mais de 20 jogadores e vamos encarar com muita responsabilidade o evento, pois antigamente não tínhamos projeção de participar de um campeonato como este. Apesar de estreantes, nosso objetivo é nada menos que o título e temos consciência que a missão será árdua”, ressaltou o comandante.

Publicidade
Publicidade