Publicidade
Esportes
Feras do Pedal

Dupla amazonense disputa Campeonato Brasileiro de Bicicross em Goiânia

Os pilotos Fábio "Pesca" Alves e Fabrício Melo são os representantes do Estado na competição que reúne a nata do BMX no Brasil. Os atletas locais participam da primeira etapa do Brasileirão nesta sexta-feira (11) e sábado (12) 10/03/2016 às 12:45
Show 20160310084129
Fabrício Alves e Fábio "Pesca" são os pilotos amazonense na etapa de Goiás do Brasileiro de BMX.
Evandro Seixas Manaus (AM)

Desbravadores sobre duas rodas. É dessa maneira que os amazonenses Fábio "Pesca" Alves e Fabrício Melo encaram a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Bicicross, que será disputada nesta quinta-feira (10) e sexta-feira (11), em Goiânia, no estado de Goiás. A dupla tenta trazer o nome do Amazonas de volta ao cenário nacional neste esporte que já contou com verdadeiras feras radiciais.

Para o piloto Fabrício Melo, que participa pela primeira vez de uma competição fora do Estado, é a chance de mostrar que no Amazonas também existem grandes bikers em busca de espaço na modalidade. “Essa é a minha primeira experiência fora do Estado. O bicicross no Amazonas estava parado desde 2007 e só voltamos no ano passado”, explicou Melo.

Campeão amazonense de bicicross em 2001, Fabrício é um verdadeiro prodígio dos pedais e pratica o esporte desde os quatro anos de idade. No entanto, a falta de pistas e apoio o fez "pendurar a bike" em 2013. O retorno às pistas aconteceu no ano passado e em grande estilo, quando ficou com o vice-campeonato estadual.

"Minha expectativa é de chegar a final dessa etapa e, dependendo da minha pontuação, participar das outras duas. Mas isso vai depender das condições financeiras, né? Pois não temos ajuda de nada", revelou o piloto de 24 anos.

Três etapas no ano  

O Brasileiro de Bicicross contará três etapas em 2016. Após Goiânia, a competição nacional ainda contará com disputas em Feira de Santa, na Bahia, no mês de junho, e encerra o certame em novembro, no estado de São Paulo.

Fábio Pesca, o mais experiente da dupla, conta que recebeu o convite para a competição, mas que teve de bancar do próprio bolso a passagem e recebeu apoio de amigos para custear as demais despesas. Praticante do bicicross há 11 anos, Pesca conta que há quase dez, o Amazonas não tem um representante no Brasileiro da modalidade.

"A última vez que um representante do Amazonas participou do Brasileiro foi em 2007. Desde de 2007 não teve nenhum piloto do Amazonas competindo lá fora. Nossa intenção é mostrar que o Amazonas tem bicicross também", pontuou o piloto de 31 anos.

 

Publicidade
Publicidade