Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Conexão Manaus/Rio

Dupla baré faz do Madureira o clube mais amazonense do Cariocão 2017

O atacante Soares e o lateral Arlen estreiam no Estadual de Futebol do RJ e são prova de que o futebol amazonense tem craques por todo o Brasil



share_big_show_1185018_5E745DDA-E05F-4DD3-9627-0ED5BDF35A1A.jpg
Arlen e Soares estreiam nesta quarta-feira (25) pelo Madureira contra o Botafogo (Foto: Acervo Pessoal)
25/01/2017 às 10:24

Em tempos difíceis no quase esquecido futebol baré é sempre raro ver um jogador nascido no Amazonas vingar nos campos pelo Brasil, principalmente no Rio de Janeiro. Mas não é que dois amazonenses resolveram levar por terra essa dura estatística.

Nascidos no Estado, o atacante Soares, 31, e o lateral Arlen, 20, fazem do Madureira - que estreia no Campeonato Estadual do Rio nesta quarta-feira (25) contra o Botafogo -, o clube mais amazonense do Cariocão 2017. O primeiro retorna ao futebol do Rio de Janeiro após dez anos. Em 2007, Soares brilhou com a camisa do Fluminense onde foi campeão da Copa do Brasil. O segundo passou pelas divisões de base do Vasco e luta por seu espaço no Tricolor Suburbano.

Apoio e experiência

Com extenso currículo no futebol brasileiro, Soares surgiu para o futebol no futsal, assim como Arlen. Além do salão, a dupla compartilha o início de carreira difícil em busca do sonho de se tornar jogador profissional.

“Eu comecei no salão (futsal), no CIEC, jogava muito campeonato de bairro e depois fui pro futebol de campo pelo Clipper”, recorda Soares. A história de Arlen é parecida. “Joguei salão no Recanto (da Criança), também joguei no Nacional, onde consegui alguns títulos. Inclusive, quando foi para eu vir pro Vasco, eu fui vice, jogando campeonato de bairro”, relembra.


O laretal Arlen briga por sua vaga no Madureira (Foto: Arquivo pessoal)

Experiente, Soares tenta passar o que já viveu no futebol para o jovem lateral-direito, que vai para sua sétima temporada no futebol carioca. “Tenho 31, o Arlen tem 20, são 11 anos de diferença e tudo de experiência que vivi no futebol tento passar pra ele. Conversamos muito, estou passando um pouco de experiência pra ele porque ele está começando agora e tem muito que viver ainda no futebol”, disse o atacante.

Que venha o Botafogo!

Com estreia marcada para a próxima quarta-feira (25), os amazonenses do Madureira vão encarar o Botafogo. Ambos falaram da expectativa para a primeira rodada do Cariocão. “Estamos com um plantel muito bom, com jogadores experientes. Tem Júlio César, Souza, eu, Leandro. Nossa equipe está bem preparada pra gente começar com o pé direito no Carioca, contra o Botafogo”, pontuou Soares.

“Nossa pré-temporada foi ótima. Eu, que sou mais novo, estou adquirindo o máximo de experiência com esses jogadores como o Soares, Souza, Júlio César. Espero fazer uma excelente estreia e conquistar os três pontos contra uma grande equipe que é o Botafogo”, disse Arlen.

Zoação do elenco

Adaptados ao Madureira, os amazonenses são alvo preferido do plantel do Tricolor. “A reação dos atletas é normal, mas dois amazonenses jogando numa mesma equipe acho que é inédito. O pessoal brinca, chama a gente de índio, de pajé. Mas a gente leva numa boa porque sabemos que é brincadeira”, conta Soares, completando.

“Sobre o futebol amazonense, a gente comenta um pouco. Eles perguntam como que é. Falamos muito do Peladão, porque o futebol do Amazonas não é muito destacado aqui no Sul. Então a gente comenta que o Peladão é até mais forte do que o próprio Estadual”, concluiu.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.