Publicidade
Esportes
Craque

Dupla que representa o Amazonas é convocada para Seleção Brasileira de Atletismo

Atletas do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (CTARA) irão disputar Sul Americano de Atletismo de Menores. Os amigos e competidores são promessas para a Olimpíada de 2020, no Japão  19/11/2014 às 11:49
Show 1
Os "Pedros" foram convocados para representar o Amazonas em torneio Sul Americano de atletismo.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Amizade dentro e fora das pistas de atletismo. Assim pode ser definida a parceria entre o velocista Pedro Gil Xavier, de 17 anos e o lançador de dardos, Pedro Henrique, de 15 anos. A dupla embarca no próximo dia 26 para Cali, na Colômbia, onde irão disputar o Campeonato Sul Americano de Atletismo de Menores. Visando os Jogos Olímpicos de 2020, os futuros campeões foram convocados pela Seleção Brasileira de Atletismo e traçam metas em meio a saudade de casa.

Responsável por acompanhar os dois em sua primeira competição internacional, a presidente da Federação Desportiva de Atletismo do Amazonas (Fedaeam), Margareth Bahia afirma que a convocação é resultado do trabalho feito pela modalidade no Estado.


“Esta convocação mostra o trabalho que é feito com seriedade. Os dois são duas joias que vem sendo lapidadas. Agora é torcer para que os dois consigam fazer melhores marcas”, disse a dirigente.

A dupla

A sinergia entre os dois atletas existe talvez não só pela história parecida, mas também por ter Pedro nos nomes. Além disso, possuem a vontade de vencer na vida através do esporte. Se não bastasse, os dois ainda superaram a saudade da família, deixadas para trás em busca de um sonho. De quebra, a dupla ainda divide o mesmo quarto no hotel da Vila Olímpica, onde os dois moram.

“Vim para o Amazonas porque na minha cidade não tinha nenhum apoio. Aqui, o Ctara, o Estado e a Vila Olímpica me deram tudo”, disse Pedro Gil, dono da incrível marca de 10,68 nos 100 metros rasos conquista no início do mês em João Pessoa, na Paraíba enquanto disputava os Jogos Escolares da Juventude.

Ele disse ainda que esta oportunidade é a realização de um sonho, o que o motiva ainda mais para melhorar sua marca. “Essa era a minha meta de 2014. Ter um bom desempenho e chegar à seleção. Agora, vivo a realização de um sonho. Vou trabalhar para pelo menos me manter na equipe”, disse o paraense de nascença e amazonense de coração.


Enquanto um comemora o feito depois de um ano e nove meses morando na capital amazonense, Pedro Henrique, 15, agora admite que o trabalho está só no início.

“Eu ainda nem acredito. Quero aumentar a minha marca (atualmente de 61,51) e assim me manter entre os convocados”, disse o atleta que vem de um resultado negativo. “Infelizmente nos jogos escolares eu lancei errado e fui desclassificado. Acontece”, disse.

Japão 2020

Até o momento, o nome mais perto de representar o Amazonas nos jogos olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 é apenas o atleta também do CTARA, Waldeci Silva pela luta olímpica. Porém, no que depender do técnico Roberto Santos Souza, em 2020 o cenário será diferente.

“Hoje digo para você que é muito difícil nós do atletismo termos alguém no Rio de Janeiro em 2016. Mas digo que, com treinos, e com o apoio do Governo do Amazonas e do Ctara, com certeza o Amazonas terá um representante nos jogos olímpicos do Japão em 2020”, disse o treinador do velocista.

Publicidade
Publicidade