Publicidade
Esportes
Craque

É hoje: Nacional enfrenta Marabá de olho na Copa do Brasil

Nacional estreia sob o comando do técnico Aderbal Lana com a expectativa de usar as fraquezas do adversário paraense para vencer 03/04/2013 às 09:15
Show 1
Técnico do Naça, Aderbal Lana, vai apostar em alas no jogo
Paulo Ricardo Oliveira ---

Após participação pífia no primeiro turno do Estadual, o Nacional inicia um novo ciclo nesta quarta-feira (03) à noite, às 20h30, no estádio Roberto Simonsen, no Clube do Trabalhador (Sesi), quando estreia na Copa do Brasil diante do Águia de Marabá-PA, sob o comando técnico de Aderbal Lana.   

Com pouco mais de duas semanas no posto, Lana diz que o elenco tem qualidade técnica, mas admite que ainda não conseguiu a força de conjunto ideal e revela dificuldade de relacionamento com o elenco. “Eu assumi a equipe há 15 dias e parece haver alguma dificuldade de relacionamento. O técnico anterior (Vilson Tadei) tinha uma maneira de trabalhar diferente da minha. Mas esse é um detalhe que a gente pode trabalhar. Dentro de campo, se os jogadores fizerem o que a gente treinou, tem tudo para dar certo”, analisou o experiente treinador.

Enquanto comandava um treino tático nesta terça-feira (02), no campo do 3B, no bairro Aparecida, Lana disse não conhecer a fundo os pontos fortes e fracos do Águia. “Eu assisti a um jogo deles (do Águia) contra o Remo, semana passada, quando eles perderam por 1 a 0 com um gol de pênalti aos 45 do segundo tempo. Mas o Águia estava sem cinco titulares. Então, não dá para fazer uma avaliação precisa sobre sistema de jogo. Sei que eles têm uma equipe boa, ofensiva. Mas eu tenho que me preocupar com a minha equipe”, avaliou.

O treinador do Leão vai de 4-3-3, com o meia-atacante Felipe mais recuado pela direita, o também meia-atacante Bruno Sabino pela esquerda e o atacante Leonardo isolado na frente. Com uma função tática crucial no esquema, o camisa 10 Danilo Rios será o responsável pela armação das jogadas partindo do meio e também pelas cobranças de faltas perto da área do Águia.

Garanha é opção

Quem pode aparecer no segundo tempo é uma figura conhecida do Leão da Vila Municipal e que costuma ter sorte em Copa do Brasil. O experiente Garanha, 36, é o único do elenco a ser íntimo de Lana e está em plena forma. “Se derrubar na área, é pênalti”, brinca Garanha. Lana diz que Garanha está bem fisicamente e que pode lançar mão da experiência dele para o segundo tempo. “Ele (Garanha) está correndo como um garoto e costuma ter sorte na Copa”.

Publicidade
Publicidade