Publicidade
Esportes
Craque

‘É uma honra vestir essa camisa’, disse Ederson, o novo goleiro do Flamengo

Após 11 anos na Europa, Ederson volta ao Brasil para vestir a camisa 10 do Rubro-Negro. Para ele, é uma honra jogar no time da Gávea 24/07/2015 às 15:44
Show 1
O jogador foi apresentado no início da tarde na Gávea
ACRITICA.COM Manaus(AM)

O novo camisa 10 do Flamengo, Ederson foi apresentado no começo da tarde desta sexta-feira (24), na sede do Flamengo, no Rio de Janeiro. O jogador desembarcou no Rio de Janeiro pela manhã e logo vestiu a camisa rubro-negra. Para a apresentação do novo reforço, o Flamengo montou um esquema diferente. A coletiva foi dentro do Fla Experience, o museu do time na Gávea.

O meia volta ao Brasil após 11 anos jogando na Europa. Ederson passou por clubes como Lyon e Nyce, da França. O último clube onde atuou foi a Lazio, da Itália. De volta ao Brasil. O jogador falou em readaptação ao estilo de jogo do Brasil.

“Sou meia de ligação, armo as jogadas. Procuro também ajudar o trabalho defensivo. Na Europa, procurei ser polivalente. Já joguei pela esquerda, direita... Mas minha função principal é meia de ligação. Creio que o futebol europeu é muito mais compacto, de marcação. Espero me readaptar mais rápido ao futebol brasileiro, com ajuda dos companheiros. Espero estar à disposição”, disse.

O jogador declarou que está treinando há duas semanas e meia com ênfase foi na parte física. Quanto aos trabalhos com bola, ele explicou que conhecerá os companheiros de time na manhã de sábado (25), mas terá que voltar à Itália. “Vou treinar amanhã de manhã, conhecer os companheiros. Vou voltar à Itália para questões burocráticas. Na quinta de manhã vou estar aqui definitivamente", explicou Ederson.

O novo camisa 10 vestirá a mesma camisa usada por Zico, maior ídolo do time rubro-negro e confessou que existe uma grande responsabilidade em a 10 do Flamengo, mas que se sente feliz por usá-la. "Para vestir a 10 é preciso pedir autorização ao maior de todos. É uma pressão, sei que existe uma cobrança, mas é uma felicidade vestir essa camisa", comentou.

"Tive a oportunidade de conhecer o Zico em Monaco. Ele foi receber um prêmio. Pude perceber que é uma pessoa maravilhosa. Para mim é uma honra vestir essa camisa, honra", disse o jogador que ao receber a bandeira do Flamengo, beijou o escudo do Clube.

Publicidade
Publicidade