Quarta-feira, 03 de Junho de 2020
Craque

Eddie Irvine é condenado a 6 meses de prisão

O ex piloto da F1 teria se envolvido em uma briga com outro homem na área VIP da boate milanesa 'Hollywood', por causa de uma mulher



1.jpg Irvine iniciou sua carreira de piloto na Foruma 1 na Jordan e depois foi para a Ferrari, onde foi companheiro de Michael Schumacher por muitos anos, sendo substituído por Rubens Barrichello
09/01/2014 às 14:32

O ex piloto de Formula 1 Eddie Irvine, foi condenado nesta quinta-feira (9) em um tribunal de Milão, na Itália, pelo crime de lesão corporal. O irlandês e Gabriele Moratti – também condenado, se envolveram em uma briga na área VIP de uma boate em Milão no ano de 2008.

De acordo com o site de notícias britânico BBC, Irvine e Moratti, que não estavam no tribunal para ouvir a sentença, terão de cumprir seis meses de prisão.



Irvine e Moratti foram apontados como os causadores de uma briga envolvendo socos e copos de vidro dentro da boate Hollywood, em Milão. A dupla iniciou a briga supostamente por causa de ciúmes por uma mulher sem identificação.

Advogado nega

Moratti, que é filho de um ex prefeito de Milão foi representado na sessão do júri por seu advogado, Vincenzo Saponara. O advogado negou que a causa da briga tenha sido por ciúmes. “Obviamente é fácil para os jornais dizerem que eles brigaram por ciúmes de uma mulher. É uma história boa. Mas a realidade é que não foi este o caso”, disse o Saponara, sem esclarecer a causa do desentendimento.

Não se sabe que o ex ferrarista terá, de fato, de cumprir a pena, uma vez que Irvine mora na Irlanda do Norte, seu país de origem.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.