Publicidade
Esportes
Craque

Eliminação na série D pode não ser o fim para o Nacional

Diretoria do Naça acena com manutenção da equipe atual caso seja confirmada a Copa Verde 10/09/2013 às 09:52
Show 1
Nacional já teve reflexos após a dramática eliminação da Série D
AUGUSTO COSTA ---

A frustrante eliminação na Série D do Campeonato Brasileiro para o Salgueiro (PE) pode ainda não ser o fim para o Nacional no calendário 2013. E o “prêmio de consolação” no ano do centenário pode ser a Copa Verde que deve ser realizada a partir do dia 5 de outubro até o final de novembro com a participação de dois representantes dos Estados do Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Acre e Amapá (região Norte), além equipes do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. (Centro-Oeste).

De acordo com o presidente do Naça, Mário Cortez, a diretoria nacionalina está esperando a confirmação da Federação Amazonense de Futebol (FAF) de que a competição seja realizada para manter a base de 20 dos 28 jogadores que disputaram o Campeonato Amazonense Chevrolet 2013, a Copa do Brasil e a Série D do Campeonato Brasileiro que devem participar da disputa.

“Estamos aguardando a posição da FAF que deve confirmar amanhã se a Copa Verde vai mesmo se realizar para manter a base do time com 20 jogadores que ficariam no Nacional para disputar a competição e que também serviriam para o Campeonato Amazonense de 2014 e a Copa do Brasil. Não queremos começar do zero e sim manter uma base para o ano que vem”, afirmou Cortez.

Questionado sobre quem assumiria o lugar do treinador Léo Goiano, dispensado pelo clube depois da eliminação na Série D do Campeonato Brasileiro, o presidente do Naça preferiu não adiantar quem deve assumir o comando. “Ainda não definimos quem deve assumir o cargo de treinador do Nacional, no lugar do Léo Goiano, caso a Copa Verde seja realizada”, desconversou o dirigente.

Desculpas às dispensas

O diretor de futebol do Nacional, Gilson Mota, tentou justificar ontem no Centro de Treinamento Barbosa Filho, os motivos da dispensa do técnico Léo Goiano e do preparador físico Daniel Santos logo depois da derrota para o Salgueiro. “Vamos enxugar o plantel porque estávamos disputando duas competições (Copa do Brasil e Brasileirão), e tínhamos que ter um elenco substancial, mas se formos disputar a Copa Verde, que deve ser confirmada na quarta-feira, alguns jogadores deixarão o clube. A diretoria ainda não teve tempo de reunir para definir o novo treinador. O Léo Goiano foi contratado para a Série D; como acabou a competição, ele foi liberado”, justificou Mota.

Série D de novo?

Talvez em 2015. Caso a Copa Verde não venha a acontecer, o Nacional só voltará a campo no ano que vem no Campeonato Amazonense e na Copa do Brasil. A Série D será um sonho distante, somente para 2015, isso se o Naça for campeão estadual em 2014. O Princesa do Solimões, campeão amazonense desse ano, é o nosso representante no Brasileirão.

‘Faltou malandragem’

O clima pesado da eliminação no Brasileirão ainda ronda o CT do Nacional. Nessa segunda-feira (9), apenas o goleiro Gilberto, o lateral-esquerdo Badé e o zagueiro Emerson estiveram no local. Ainda abatidos, eles tentaram explicar os motivos da eliminação do Naça e o fim do sonho do acesso à Série C em 2014.

“Conversei com o Cláudio Silva (supervisor de futebol) e ele confirmou que o clube tem interesse que eu continue para disputar a Copa Verde. Estamos esperando a definição. Faltou um pouco de malandragem ao nosso time no momento que fizemos o segundo gol contra o Salgueiro. Tinhamos que nos fechar e não ficar se atirando pra cima do adversário. Infelizmente tomamos o gol de empate e ficamos fora”, lamentou Badé.

O goleiro Gilberto também tentou explicar a eliminação. Para ele, o Naça deveria manter a base do time para 2014. Ele relembrou que o Salgueiro é uma equipe que joga junta há três anos. “Quando o Leonardo fez o segundo gol cheguei a falar atrás que não teria mais jogo e que deveríamos segurar o resultado que nos classificava. Mas infelizmente, na motivação que a gente estava, levamos o gol no contra-ataque. Infelizmente fomos eliminados pelo regulamento”, disparou o goleiro.

Publicidade
Publicidade