Publicidade
Esportes
MARCADA POR VIOLÊNCIA

Em 3 dias de Eurocopa, mais de 100 pessoas foram presas

Competição que teve início na última sexta-feira (10) já prendeu 116 pessoas durante três dias. 13/06/2016 às 11:43
Show 7ixvfco41ly4eh70r6jl4jiec
Torcedor ensaguentado é preso (Foto: Reprodução / Twitter)
acritica.com

 A Eurocopa iniciou na última sexta-feira (10) e já está dando o que falar, negativamente, a competição internacional, que acontece na França, já prendeu 116 pessoas envolvidas em brigas em cidades-sedes da Euro 2016. De acordo com o Ministério do Interior, três torcedores estrangeiros foram expulsos do país e outros 10 serão julgados ainda hoje em Marselha. Ao todo, são seis britânicos, um austríaco e três franceses que terão que se apresentar à Justiça.

Os piores combates aconteceram na cidade de Marselha. Nela, torcedores russos, ingleses e franceses protagonizaram cenas de extrema violência contra os policiais e contra os estabelecimentos da cidade litorânea.

Segundo o procurador local, Brice Robin, "150 hooligans russos extremamente treinados" foram para Marselha "para agredir os outros". Porém, Robin admitiu que a polícia não conseguiu prender sequer um deles e que "estamos ainda examinando as imagens das câmaras de vigilância para identificar os autores da violência".

Além de Marselha, a cidade de Lille também registrou confusões, porém em menor intensidade: ucranianos e alemães se enfrentaram e brigaram com policiais antes da partida entre as duas equipes.

Possível punição

Em detrimento do comportamento dos torcedores, em destaque da Rússia e da Inglaterra, a Uefa ameaçou a exclusão das federação da Euro 2016, caso os torcedores repitam o mesmo episódio. A organização abriu um procedimento disciplinar contra os russos, que será analisado nessa terça-feira (14).

Diante da notícia, o treinador da seleção inglesa, Roy Hodgson, e o atacante Wayne Rooney, divulgaram um vídeo em que pedem para que os torcedores "fiquem longe de problemas".

"Nós trabalhamos muito para chegar aqui e queremos permanecer aqui. Estou muito preocupado, obviamente, pela ameaça que recai sobre nós", disse Hodgson. Já Rooney fez um apelo àqueles que estão sem ingressos.

"Por favor, se você não tem um ingresso, não venha para cá. Fiquem atentos, sejam razoáveis e continuem a nos dar seu grande apoio como sempre", falou o ídolo da Inglaterra.

Publicidade
Publicidade