Publicidade
Esportes
Craque

Em boas mãos: Ariovaldo Malízia retorna à administração da Arena da Amazônia

O administrador, que foi afastado da função no ano passado, voltou ao cargo que ocupou durante 25 anos. Entusiasta do esporte e amante do futebol, Malízia conhece como poucos o principal estádio do Amazonas   15/02/2016 às 13:39
Show 1
Ariovaldo Malízia volta à administração da Arena da Amazônia.
Camila Leonel Manaus (AM)

Ariovaldo Malízia voltou a comandar a administração da Arena da Amazônia Vivaldo Lima. O diretor, que havia sido exonerado no dia 23 de abril de 2015, foi convidado, na última terça-feira (9), pelo titular da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Ricardo Marrcocos para voltar ao trabalho que ele exerceu por 25 anos antes de ser afastado pelo ex-diretor presidente da Fundação Vila Olímpica – que geria o estádio- Aly Almeida.

Malízia voltou ao trabalho rapidamente e no jogo entre Nacional e Remo pela Taça Leão Forte da Amazônia, já estava coordenando as operações no estádio. Com um rádio comunicador nas mãos e um sorriso no rosto, ele era a todo o momento abordado por torcedores que foram ao estádio para dar um oi, ou um abraço. “Já recebi mais de mil abraços hoje”, contou orgulhoso.

Ele também deixou bem claro que está feliz em voltar a fazer o que tanto gosta.

“Claro. Estou muito feliz. Tô trabalhando, fazendo aquilo que eu gosto minha preocupação é de oferecer isso para o torcedor: tranquilidade, segurança, bom serviço de bar, limpeza de baheiro... tudo isso aí deixa a gente satisfeito, alegre e o fato de eu voltar a trabalhar. Estava cansado de ficar parado. Não sou de ficar parado. Eu me agoniei muito nesse período aí e tomara que agora dê tudo certo e que a gente continue a produzir com tranquilidade de novo, coisa que eu nunca deixei de produzir. Trabalhando sempre em prol do nosso futebol e o que eu quero é continuar”, comentou.

Apesar de ter recebido o convite, Malízia afirmou que ainda não sentou para conversar com o secretário Ricardo Marrocos, mas que espera fazer isso em breve.

Na realidade ele me convidou, mas eu ainda não sentei para conversar com ele porque a Arena precisa ser conversada”, comentou.


Publicidade
Publicidade