Publicidade
Esportes
Sinceridade

Em clima descontraído, Mancuello diz que não gosta de Leandro Damião

O argentino relembrou a Recopa de 2011, quando o novo reforço do Fla foi carrasco do seu antigo clube 13/07/2016 às 18:35 - Atualizado em 13/07/2016 às 18:38
Show mancuello flamengo mangaratiba 1
O jogador disse que espera voltar a ser titular no Fla (Reprodução Internet)
acritica.com Manaus (AM)

O meio campo do Flamengo demonstrou descontração em entrevista coletiva após o treino desta quarta-feira (13), no Ninho do Urubu. De volta à titularidade no jogo do Atlético Mineiro, no último domingo (10), o jogador foi perguntado pelos jornalistas sobre o novo reforço do clube, Leandro Damião. Em tom de bom humor, o jogador disse que não gosta do atacante.

O motivo foi o jogo da final da Recopa de 2011. O Independiente, antigo clube de Mancuello, perdeu para o Internacional de Damião, quer marcou três gosl em dois jogos.

“Eu não gosto dele, porque jogou no Inter e ganhou do Independiente”

Mancuello não estava  no clube, havia sido emprestado ao Belgrano, mas disse que se lembra muito bem daquele jogo.

“Eu não estava no Independiente, tinha ido embora, mas sou torcedor e lembro bem. É um jogador bom, mas ainda não é jogador nosso. Então não posso falar nada”, completou.

O jogador chegou no Flamengo no início do ano e foi titular até sofrer uma lesão. Com isso, Alan Patrick ficou com a vaga no meio campo. Perguntado se pode voltar à titularidade, Mancuello disse que isso é uma decisão do treinador Zé Ricardo.

“É uma resposta para o treinador. Nos treinos ele já montou seu time. Infelizmente por causa de jogos quarta e domingo temos pouco tempo para trabalhar. Acho que no futebol é possível diversas formações, mas quando se pode trabalhar. Sem tempo, o treinador precisa fazer o simples”, destacou.

Por falar em treinador, Mancuello disse que conversou com o treinador e disse que quer ajudar o Flamengo.

“Falei para o treinador que estava para ajudá-lo. Era a primeira experiência dele no profissional, e disse que apoiaria e que não tinha pressão de me colocar para jogar. Todos querem que o Flamengo fique lá em cima da tabela”, declarou.

Publicidade
Publicidade