Publicidade
Esportes
BAREZÃO

Em duelo de leões, Nacional tenta se manter na liderança e Penarol quer surpreender

No único jogo do Barezão desta quarta-feira (29), Nacional busca seguir na ponta da tabela de classificação e Penarol planeja roubar pontos do adversário 29/03/2017 às 05:00
Show zcr032901 p01
Atual líder da competição, Nacional soma três vitórias em três jogos disputados. (Foto: Winnetou Almeida)
Valter Cardoso Manaus-AM

Único jogo da rodada do Campeonato Amazonense na quarta-feira (29), Nacional e Penarol se enfrentam no Estádio Carlos Zamith às 20h. Com os olhares todos voltados para o confronto entre os Leões, da Vila Municipal e da Velha Serpa, os dois times querem mostrar suas garras.

Na primeira colocação do Barezão, o time da capital entra em campo querendo aumentar ainda mais a distância para os rivais. Mas o discurso no CT Barbosa Filho é de que a liderança não faz diferença dentro do campo. “Aqui ninguém é líder de nada não. A gente tá somando um pouco aqui e um ponto alí. Quando terminar sim, vamos falar sobre esse assunto, mas agora é um embrião, só tá começando.  O jogo que vem é o Penarol, então esse é o jogo mais importante do nosso momento. Aí passou esse aqui, é o outro, e é assim o passo a passo. A gente vai fazendo com muita humildade, com muito cuidado”, analisou o treinador do Naça, Arthur Bernardes.

Em três rodadas, o time venceu todas as partidas, mas isso não significa que o time esteja sobrando no campeonato. Em todas as partidas, o Nacional chegou a estar atrás no placar e conseguiu a virada depois. A ideia é evitar o sofrimento das partidas anteriores e evoluir no campeonato. 

“A ideia é sempre dar um passo a frente, com uma qualidade maior, mais competitividade, aprimorando nosso lado positivo. Finalizando um pouco melhor, chutando mais e marcar um pouco melhor, porque se as bolas paradas estão acontecendo eles estão entrando muito no meu campo. Eu estou dando motivo para eles fazerem essa jogada, então temos que adiantar um pouco mais a marcação que é outro detalhe que tem que ser trabalhado”, garantiu Bernardes.

Velha Serpa

 Se por um lado o Naça evita falar do peso da liderança, o Penarol não tem problemas em jogar o favoritismo para o time da capital. “Eu acho que sim, eles são favoritos para esse jogo. Eles vão jogar em casa, com o apoio da torcida, é o clube que hoje tem a maior folha salarial e um dos maiores investimentos de atletas. Então até pela qualidade e pelo momento que vive hoje, o Nacional é favorito”, ressaltou o treinador do Penarol, Humberto Santos, que mesmo com apenas três pontos somados na competição avalia o time de maneira positiva. 

Das três partidas disputadas, o time  de Itacoatiara venceu apenas a partida que disputou em casa. Contra o Nacional, em Manaus, a ideia é roubar pontos importantes do rival para não se  afastar do pelotão de cima da tabela. “Pontuar fora de casa nos pontos corridos vai ajudar você a ter gordura para lá na frente queimar. Então a gente vai tentar pontuar, é um jogo difícil, jogar novamente fora de casa. Mas a gente vai com um pensamento que é pontuar e, quem sabe, trazer a nossa vitória fora de casa. É difícil, sabemos a qualidade do Nacional, mas também não é impossível chegarmos em Manaus e pontuar bem”, analisou Humberto.

Atualmente na sexta posição, o Leão da Velha Serpa tem a possibilidade de entrar na zona de classificação para a próxima fase vencer o Nacional e ficaria dependendo dos jogos que fecham a rodada para continuar entre os quatro primeiro colocados. 

Publicidade
Publicidade