Publicidade
Esportes
LIBERTADORES

Em jogo de muitos gols, Atlético Huila vence Unión Española por 3 a 1 na Libertadores

Com o resultado, o Huila supera o time brasileiro Audax no saldo de gols marcados (6 contra 5) e termina a primeira fase da competição na primeira colocação do Grupo A 25/11/2018 às 23:44
Show acbbc1d9 5db5 41c0 976b d77faa01186e dd1952a2 c5a6 4b27 92a1 868de6af05e4
Foto: Antônio Lima
Jéssica Santos Manaus (AM)

Em um jogo de muitos gols, o Atlético Huila venceu o Unión Española pelo placar de 3 a 1 na noite deste domingo (25) no Sesi - Clube do Trabalhador pela Libertadores Feminina. Com o resultado, o Huila supera o time brasileiro Audax no saldo de gols marcados (6 contra 5) e termina a primeira fase da competição na primeira colocação do Grupo A. Os gols da partida foram marcados por Eliana, Yorelly e Carolina, do Huila, e Paola, da Unión.

Agora, o Audax vai precisar aguardar o resultado do jogo entre Deportivo Ita e Colo-colo para saber se ficará com a vaga para a semifinal da competição, como melhor segundo colocado.

O jogo

Após a goleada de 4 a 0 do Audax para cima do Peñarol, Huila e Unión Española se viram obrigados a vencer com belo saldo de gols para conquistar o primeiro lugar do grupo A, e garantir a classificação. Logo nos primeiros minutos de jogo, o Huila chegou mais a grande área do adversário, mas não conseguia finalizar as jogadas. 

Aos 5 minutos, a camisa 11, Nely Balanta, avançou em jogada individual pela direita, chutou, mas a zaga tirou. Logo depois, de novo Nely, sofreu falta, que deu boa oportunidade para o Huila marcar. Falta cobrada na intermediária com direito a jogada ensaiada, a bola cruzou na área, mas Gavy Robayo furou para sorte da Unión.

Aos 8 minutos, Gavy driblou demais e acabou perdendo a bola. Domínio do Huila, que desce fácil pelo lado direito da Unión Española. Enquanto o Huila colocava pressão sobre a Unión, o time de Guaiaquil vinha no contra-ataque em velocidade, mas não conseguia finalizar as jogadas. 

O Huila seguia ofensivo, mas o gol não saia. Aos 21’, a número 11, Nely, passou a bola para a Gavy, que converteu, mas foi marcado o impedimento e o gol foi anulado. Logo depois, em jogada pela lateral-direita, Gavy lançou para a camisa 5, Carmen Rodallega, que acertou o travessão. Mais uma chance perdida do time colombiano.

Aos 24’, chance boa para a Unión Española. Angelica lançou a bola para Nicole Servillano, que avançou e driblou, chutando para o gol, mas estava impedida, gol não-válido.

O time do Huila seguia no ataque, e nada do gol. Foi quando a Unión começou a criar mais chances. Aos 36’,  a camisa 19, Angelica, da Unión veio no contra-ataque em jogada individual, avançou até a grande área do Huila, mas perdeu a bola para a zaga, escanteio para a Unión. Ingrid Alvarado chutou em direção ao gol, mas a goleira Daniela Vega defendeu.

Aos 42’, mais uma grande chance pro Huila. Eliana Stabile aproveitou a sobra na entrada da área e chutou forte, mas a goleira Andrea Moran espalmou. Logo depois, em falta cobrada também por Eliana, a bola passou por cima da barreira, direto pro gol, mas a goleira espalmou mais uma vez.

Segundo tempo

O segundo tempo começou movimentado para os dois lados, mas ainda com certo domínio do Huila. Aos 13 minutos, o time do Huila partiu para o ataque levando muito perigo, desta vez pelo meio, e a número 3, Eliana, chuta da entrada da grande área e acerta o fundo da rede, 1 a 0, Huila.

O Huila quer ampliar o placar. Aos 18’, Nelly gira e chuta rápido, mas a bola passa por cima do gol. 

Apesar de o Huila chegar mais vezes aos ataques perigosos, a Unión aproveita os contra-ataques. Aos 20 minutos, em bola cruzada pela esquerda, a jogadora Paola, camisa 7, aproveita e chuta certeira para o gol, empatando para a Unión. 1 a 1. Logo depois, Nicole avança sozinha e quase vira o jogo para o Unión, mas a zaga do Huila tirou o perigo.

Depois, o Huila volta a dominar a partida, mas, apesar das várias finalizações, nenhuma encontra o gol.

Mas as meninas da Unión gostam das jogadas individuais, então, aos 28’, Angelica correu sozinha pelo meio em velocidade, passou pelas zagueiras, chutou, a goleira defendeu, a bola espirrou, ela chutou de novo, mas a bola não quis entrar, batendo no travessão.

Aos 30’, em jogada trabalhada dentro da área, a bola sobrou para a jogadora camisa 10, Yorely, que chutou livre no canto do gol, deixando o Huila de novo na frente. 2 a 1. 

Aos 47’, a jogadora 17, Carolina, recebeu sozinha na área e amplia para o Huila, 3 a 1.

Publicidade
Publicidade