Publicidade
Esportes
COM EMOÇÃO

Em jogo de viradas e gol no último minuto, Nacional supera Holanda

Após sair atrás do placar, Holanda conseguiu virar a partida, mas cansou e não conseguiu segurar o Leão da Vila 22/03/2017 às 02:11 - Atualizado em 22/03/2017 às 02:38
Valter Cardoso Manaus-AM

Em um jogo aberto e cheio de chances de gol, Holanda e Nacional fizeram a  partida mais emocionante desta edição do Campeonato Amazonense na noite desta terça-feira (22), no estádio da Colina. 

Após abrir o placar no primeiro tempo, o  Leão da Vila sofreu empate no último minuto antes do intervalo. Na segunda etapa o Holanda virou a partida, sofreu o empate e, aos 48 minutos o Leao decretou a virada.

"Estivemos na frente do placar, podíamos ter ampliado, podíamos ter feito os três pontos. Acho que pecamos pela imaturidade da nossa equipe, é uma equipe jovem, muitos vieram do futebol amador e estão começando a carreira profissional, sabemos que isso pesa em certos momentos. Mas vamos trabalhar bastante e vamos conseguir sair desta situação com certeza", analisou Marinho, atacante e capitão do Holanda, que ainda não pontuou no campeonato. 

Além de muita emoção, a partida foi marcada por muitas críticas da torcida do Leão que, mesmo com a virada, criticaram a postura do time na partida. Com o resultado o time chega a seis pontos e divide a liderança com Rio Negro.
 

"A torcida tem toda a razão de cobrar. Eu acho que os três pontos foram importantes, mas todo mundo sabe que não fizemos um grande e, com certeza, o Fast vai ser um jogo diferente porque é um clássico, a motivação é diferente", garantiu Arthur Bernardes, técnico do Nacional, que aceitou as críticas da torcida. O time volta a campo no próximo sábado (25), quando enfrenta o Fast, às 15h.


O jogo

Os primeiros minutos de jogo foram mais estudados do que jogados. Quando o Nacional começou a avançar, o Holanda passou a pecar na marcação e fazer muitas faltas nas proximidades da sua área. 

Aos 9 minutos, Alan Bahia acertou linda cobrança de falta por cima da barreira e a bola morreu no fundo da rede.

Aos 24, a primeira grande chance do Holanda. Em jogada pela lateral, Kelve achou Marinho sozinho na área. O atacante subiu e cabeceou para fora.

O Nacional deu a resposta três minutos depois com Júnior Bolt. O atacante escapou pela esquerda e finalizou cruzado para boa defesa de Douglas.

O goleiro do Holanda voltou a aparecer bem aos 34 ao sair bem do gol e roubar a bola dos pés de Bolt, que invadiu a área e tentou driblar o arqueiro.

O jogo caminhava para o empate até que o Holanda conseguiu uma pressão na fase final da primeira etapa. Após duas finalizações perigosas, o Holanda conseguiu um escanteio, na bola alçada na área, Ioran acertou a trave e Marinho aproveitou o rebote para decretar o empate aos 44 minutos.

O Laranja parece ter mantido o animo no vestiário e voltou melhor. Com apenas dois minutos, Paulinho finalizou e exigiu boa defesa de Alexandre. Logo depois, Ioran finalizou de longe e acertou a trave do gol nacionalino

O jogo ficou movimentado e o placar também. Aos 26 Marinho, de novo, aproveitou cobrança de escanteio de Sidnei e virou o placar para o Holanda. Mas a vantagem durou apenas dois minutos. O Leão acordou e conseguiu empatar com Jefferson, que aproveitou cruzamento de Tiago Bastos e completou de cabeça para empatar novamente a partida.

O gol animou o time da Vila Municipal que passou a pressionar a Laranja. Aos 44, o time teve a chance de matar a partida. Jefferson recebeu livre, invadiu a área, demorou a finalizar e acabou batendo pressionado e parou no goleiro Douglas.

O jogo que parecia definido acabou tendo um desfecho feliz para a torcida nacionalina. Jefferson aproveitou a última chance do jogo, aos 48 e decretou a virada. O atacante recebeu livre e finalizou no canto do goleiro Douglas para alegria da torcida.
 

Publicidade
Publicidade