Publicidade
Esportes
Quente!

Em jogo disputado pegado, Palas 2002 brilha e avança para a final do Peladinho

Rivalidade, jogo duro, faltas e belos lances marcaram a disputa entre Jovens de Cristo/Idesca e Idesca/Palas 2002 por um vaga na disputa do título do Peladinho 16/01/2017 às 13:37 - Atualizado em 16/01/2017 às 14:01
Show  asl0690
Palas dominou o primeiro tempo, matou a partida com dois gols e ainda viu seu goleiro brilhar na segunda etapa (Fotos: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus-AM

Domingo (15) de manhã, sol brilhando e um clima bem quente dentro do campo do 1º Batalhão da Polícia Militar, no Petrópolis, Zona Sul, onde a boleirada da Jovens de Cristo/Clube da Bola e Idesca/Palas 2002 se enfrentaram pela semifinal do Peladinho.

Com o placar de 2 a 0, o Palas avançou e agora se prepara para a grande final da categoria. Mas o caminho não foi fácil e exigiu criatividade da comissão técnica. Com uma baixa de última hora, o treinador da equipe improvisou um atacante na função de volante para a partida.

“A gente ficou uma semana sem treinar, teve o desfalque e eu tive que improvisar um atacante como volante, que pra mim foi fundamental, porque ele conseguiu parar a qualidade do melhor jogador deles, que era o Matheus”, analisou o treinador Bruno Christopherson, do Palas  2002, que agora busca o título de campeão da categoria.

Por falar em campeão, um deles já foi definido,  mesmo sem o título. “Pra mim a campanha dos meninos foi maravilhosa. A gente entrou em uma chave de grupos que muitos acharam que a gente não ia sair e eu sempre falo para esses meninos, apesar de eles estarem tristes  porque na minha opinião eles já são campeões”, explicou Márcio Fleury, treinador do Jovens de Cristo.

A poucos dias da grande final, os jogadores já se preparam para a partida decisiva que pode dar o título de campeão para a equipe do Palas. “Espero determinação, foco, concentração porque a gente chega lá”, explicou o autor do segundo gol do Palas, Iran Daniel, ou Pit.

O jogo

A partida começou bastante corrido e bem movimento de ambos os lados. Com mais organização no meio de campo, o Palas passou a controlar mais a partida a partir da primeira metade do primeiro tempo  e teve várias chances de gol desperdiçadas. Em uma delas, aos treze, Davi quase fez um golaço após dar um chapéu no zagueiro mas foi travado.

Poucos minutos depois, um toque de mão resultou em pênalti contra o Jovens de Cristo, após muitas discussões, Pit abriu o placar cobrando com traquilidade no canto direito do goleiro. Ainda no fim do primeiro tempo, o zagueiro Carlos aproveitou sobra de bola na área e completou para dar números finais a partida. No segundo tempo o Jovens de Cristo ainda tentou tomar a frente do placar, mas uma boa atuação do goleiro  Gabriel garantiu a vaga na grande final do Peladinho ao Palas 2002.

Publicidade
Publicidade