Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Craque

Em luta dura, Aldo vence Mendes na luta principal do UFC 179

Após derrotar Chad Mendes pela segunda vez em uma batalha sangrenta de cinco rounds, José Aldo agora descansa enquanto espera a definição de seu próximo adversário que pode ser o irlandês Conor Mcgregor



1.jpg José Aldo não teve a mesma facilidade em vencer Chad Mendes como da primeira vez. O americano acertou ótimos golpes em Aldo que saiu do octógono desfigurado
27/10/2014 às 17:55

O brasileiro José Aldo derrotou o americano Chad Mendes, no ginásio do Maracanãzinho, Rio, na madrugada de sábado (25) para domingo (26), e manteve o título dos pesos-penas, no UFC Rio 5. Os três jurados deram vitória por 49 a 46. Aldo já havia nocauteado Chad em janeiro de 2012. Foi a 7ª vez que o brasileiro defendeu o cinturão.

A disputa de cinturão entre José Aldo e Chad Mendes no UFC 179, que aconteceu neste sábado, no ginásio do Maracanãzinho, entrou para a história. E por muitos motivos. Além de ser a estreia da organização num palco histórico para o mundo das lutas, o brasileiro e o americano protagonizaram uma verdadeira batalha dentro do octógono do Ultimate diante dos torcedores tupiniquins.

Empolgado com a performance do campeão dos penas, o presidente do UFC Dana White fez sua análise do combate e rasgou elogios ao brasileiro, dizendo que o confronto o levou a um “novo nível”. “No momento, os planos para José são se recuperar. Foi a melhor disputa de cinturão da história da divisão dos penas. A luta de hoje (ontem) levou Aldo a outro nível”, disse ele.

Resultado completo

Pelo card principal: José Aldo venceu Chad Mendes por decisão unânime (triplo 49-46); Phil Davis venceu Glover Teixeira por decisão unânime (triplo 30-27); Fábio Maldonado venceu Hans Stringer por nocaute técnico aos 4m06s do 2º round; Darren Elkins venceu Lucas Mineiro por decisão dividida (30-27, 27-30 e 30-27) e; Beneil Dariush venceu Diego Ferreira por decisão unânime (triplo 30-27). No card preliminar: Neil Magny derrotou William Patolino por nocaute técnico aos 2m40s do 3º round; Yan Cabral venceu Naoyuki Kotani por finalização aos 3m06s do 2º round; Wilson Reis venceu Scott Jorgensen por finalização aos 3m28s do 1º round; Andre Fili venceu Felipe Sertanejo por decisão unânime (triplo 29-28); Gilbert Durinho venceu Christos Giagos por finalização aos 4m57s do 1º round e; Tony Martin venceu Fabrício Morango por finalização aos 4m15s do 1º round



Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.