Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
zCR022901_p01_3EDACFCD-21D4-4D69-820F-38FA1B8E1F87.jpg
publicidade
publicidade

BRUMADINHO

Atletas mineiros do Naça se preocupam com conterrâneos após tragédia de Brumadinho

Seis jogadores do elenco do Leão da Vila Municipal são naturais do estado de Minas Gerais. Eles confirmam amigos entre os quase 300 desaparecidos


29/01/2019 às 12:06

“Lama da ganância”! Essa foi uma das expressões de um dos seis jogadores mineiros da equipe do Nacional usaram para se referir ao rompimento da barragem de rejeitos de minério da Vale, na última sexta-feira (25), na cidade de Brumadinho (MG), distante a 3.922 quilômetros de Manaus.

O goleiro do Leão da Vila Municipal Gabriel Moreira é natural de Belo Horizonte, e relatou que um dos desaparecidos da tragédia é um ex-colega do ensino médio, Wiryslan Vinicius Andrade. “Quando eu soube tomei um susto muito grande, porque é um colega nosso, que participa da igreja da minha avó e está desaparecido. Estudou até comigo na escola lá do bairro de onde eu morava”, disse o arqueiro.

O jogador também disse que a esposa de Wiryslan relatou que o marido, que trabalhava para uma empresa tercerizada, estava no refeitório durante o fato. “Ela me falou que eles estavam almoçando na hora. Ela falou depois pra todo mundo compartilhar para pedir oração”, relatou Gabriel Moreira. A frase “a esperança é a última que morre!” reflete o sentimento do goleiro Gabriel e de outros atletas.

publicidade

“Peço a toda a população de Manaus, do Brasil inteiro, para estar orando, porque se não for encontrado com vida, que encontrem pelo menos o corpo, para as famílias terem um mínimo de conforto”, relatou o goleiro do Nacional enfatizando que “isso poderia ter sido evitado”. Mesmo distantes os jogadores lamentam as mortes. A dor é refletida nas palavras que também trazem solidariedade com todos os afetados pelo rompimento da barragem em Brumadinho.

“Que Deus conforte o coração de cada um. Aos que tem os parentes desaparecidos que não percam a esperança”, disse o meio campo do time, Leandro Bispo.
Guilherme Roberto é lateral do elenco e também lamenta que pessoas inocentes  pagaram com a vida. “Dinheiro e egoísmo tomam conta das pessoas, e acontece isso. Eu desejo força as pessoas que perderam amigos, parentes”, comentou o jogador.

Tragédia de Brumadinho

A barragem da empresa Vale em Brumadinho se rompeu na sexta-feira (25) deixando, até o momento, 65 mortos e 292 pessoas desaparecidas.A tragédia liberou cerca de 13 milhões de metros cúbicos de rejeitos de minério de ferro da mina do Feijão no rio Paraopeba. A lama se estendeu por uma área de 3,6 quilômetros quadrados e por 10 quilômetros de forma linear, segundo dados oficiais.

publicidade
publicidade
Vitória do AM: Conama mantém regulamentação pró-Polo de Duas Rodas
Ex-presidente do Ibama é preso durante operação da Polícia Federal em Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.