Publicidade
Esportes
Campeonato Carioca

Em Manaus, Eurico fala sobre o julgamento do zagueiro Rodrigo e evita polêmicas

Presidente do Vasco evitou polêmicas com a volta do atacante Fred ao Fluminense e deu aquela moral pra torcida 15/04/2016 às 18:59 - Atualizado em 15/04/2016 às 19:01
Show eurico miranda
Presidente do Vasco deixou claro que se sentia em casa, em Manaus. (Foto: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus-AM

“Antes de me perguntarem qualquer coisa, eu tô dando essa coletiva, que não é muito comum pra mim, não sou muito chegado a isso, mas tô fazendo isso em homenagem a recepção que tivemos aqui em Manaus". Foi assim que Eurico Miranda começou a coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira(15). O presidente do Vasco  desembarcou com o time em Manaus na noite de quinta-feira.

Eurico até tentou fugir das perguntas mais polêmicas, como o julgamento do zagueiro Rodrigo, após confusão com Guerrero, no clássico contra o Flamengo.

“Eu não gosto muito de falar sobre decisões de tribunal. Tribunal é tribunal, mas aquela decisão você pode chamar do que quiser: esdrúchula, heterodoxa. Cria um nome e vê uma decisão daquelas. Aquilo não contribui em nada com o futebol, pelo contrário, foi uma demonstração clara de parcialidade”, respondeu o presidente do Vasco. Apesar de condenado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, o zagueiro Rodrigo pode jogar neste domingo devido a um efeito suspensivo concedido nesta sexta-feira (15).

Quando questionado sobre a volta do atacante Fred, do Fluminense, Eurico Miranda evitou falar sobre o assunto e preferiu citar outros motivos que tornam o clássico mais importante para o time. “Isso não apimenta clássico, o que apimenta clássico é a demonstração que a torcida do Vasco deu na chegada aqui”, respondeu Eurico.

No domingo, às 15h (hprário de Manaus), Fluminense e Vasco jogam na Arena da Amazônia em jogo que define o campeão da Taça Guanabara, pelo Campeonato Carioca.

Publicidade
Publicidade