Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
DENÚNCIA AMBIENTAL

Em protesto, Bahia utiliza uniforme sujo de óleo no Brasileirão

Jogo acontece nesta segunda (21) contra o Ceará. Time espera alertar sobre os riscos do avanço do petróleo que desde setembro invade praias do Nordeste



csm_camisa-bahia-manchada_b8ea3a75d9_2F202C42-A278-4923-B672-E67EFADCA7DA.jpg Foto: Reprodução
21/10/2019 às 07:21

Os jogadores do Bahia vão entrar em campo nesta segunda-feira (21), contra o Ceará, com um uniforme diferente. As cores vermelha, azul e branca vão dividir espaço com o preto. As camisas estarão manchadas, como uma referência ao óleo que está invadindo as praias de todo o Nordeste, desde o início de setembro.

O time anunciou a ação em suas redes sociais no domingo (20). "Por medidas de redução do impacto ambiental e pela punição aos responsáveis, nosso uniforme estará manchado de óleo no jogo de amanhã - como as praias do Nordeste", diz a publicação no Twitter.



O tricolor também publicou um texto-manifesto sobre o desastre ambiental no Twitter. Leia abaixo:

"O problema é seu. O problema é nosso. Quem derramou esse óleo? Quem será punido por tamanha irresponsabilidade? Será que esse assunto vai ficar esquecido? O Bahia é você, somos nós, cada ser humano. É a forma como representamos o amor, o apego, o chamego, o sagrado, a justiça. O Bahia é a união de um povo que vibra na mesma direção, que respira o mesmo ar e que depende da mesma natureza para existir, para sobreviver. Jogaremos nesta segunda-feira (21), contra o Ceará, em Pituaçu, com a camisa do Esquadrão manchada de óleo. Um convite à reflexão: o que faz um ser humano atacar e destruir espaços sagrados? O lucro a qualquer custo pode ser capaz de destruir a ética e as leis que regem e viabilizam a humanidade?A barbárie deve ser tratada como tal, não como algo natural".

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

18 Nov
bradesco_C22DD61C-FE71-4FDD-BB1B-A5B7C048EF01.JPG

TRT11 celebra acordo de R$ 1,1 milhão entre Bradesco e ex-funcionária

18/11/2019 às 11:20

A bancária ingressou com reclamação trabalhista contra o HSBC e o Bradesco em novembro de 2016, pretendendo receber o pagamento de diferenças salariais, horas extras, tempo a disposição da instituição financeira durante as viagens, além indenização pelos danos morais sofridos no ambiente de trabalho


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.