Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Craque

Embalado na Copa do Brasil, Flamengo pode voltar à Arena da Amazônia pelo Brasileirão

Animado com a euforia da torcida manauara, o clube carioca estuda retorno ao estádio amazonense podendo atuar na cidade como bicampeão da Copa do Brasil, dependendo dos resultados. Botafogo também estuda mandar outros jogos na Arena da Amazônia



1.jpg Mengão pode retornar a Arena pra delírio da Nação Rubro Negra.
30/10/2014 às 15:16

Entre tantas especulações sobre possíveis jogos na Arena da Amazônia, uma partida em especial pode se confirmar nos próximos dias. A volta do Flamengo ao estádio de Manaus está sendo cogitada com bastante força e já tem data e hora marcadas: dia 30 de novembro, no duelo contra o Vitória-BA, em confronto válido pelo Campeonato Brasileiro. Caso se confirme, o duelo poderá marcar o retorno do Rubro Negro a Manaus, talvez como bicampeão da Copa do Brasil.

O diretor-técnico da Fundação Vila Olímpica (FVO), Ariovaldo Malízia, responsável pela administração da Arena, confirmou que a data foi reservada pela produtora M1 Eventos, a mesma que trouxe os dois jogos do Botafogo para Manaus. “Eles (M1 eventos) nos procuraram e reservaram a data para esse jogo. Mas, como o histórico atual é de cancelamentos, vamos aguardar a confirmação do requerente para poder soltar a informação correta”, disse.

"Existe essa ideia (de trazer o jogo para Manaus), sim. Temos uma negociação, mas nada fechado ainda. Precisamos resolver nossa situação em campo antes", explicou o vice-presidente de futebol do clube, Alexandre Wrobel, em reportagem do Uol, dizendo que só virão se não existir mais chance de rebaixamento. A matéria fala, ainda, que caso a situação positiva se confirmar, o Fla deve levar o jogo contra o Coritiba para a Arena Pantanal em Cuiabá.

Procurado pela reportagem do Portal ACRITICA.COM, Marcelo Alex, à frente da M1 Eventos, confirmou que existe a conversa com a diretoria do Flamengo. No entanto, ele só se pronunciará oficialmente quando estivesse com o contrato assinado e em mãos.  

Embalado pela ótima campanha na Copa do Brasil e aliviado por estar distante da zona do rebaixamento do Brasileirão, o Flamengo jogaria em Manaus logo após o segundo jogo da final da Copa do Brasil, marcado para o dia 26 de novembro. Depois da bela vitória sobre o Atlético-MG na noite desta quarta-feira (29), quando ganhou por 2 a 0 no Maracanã, o Rubro Negro pode até perder por um gol para se garantir na decisão da competição nacional.

Casa rubro negra

A partida entre Flamengo e Vitória-BA é válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro e o duelo de rubro negros, caso se confirme, promete ter grande interesse por parte do público amazonense. Basta lembrar a verdadeira loucura que foi a procura por ingressos para o jogo contra o Botafogo,  realizado no último dia 25 de outubro.

Ao contrário do jogo contra o Botafogo, na Arena local, quando o clube da Gávea atuou com o time repleto de reservas, desta vez o Flamengo deve atuar com o time principal. Como é o mandante da partida e só terá pela frente mais um jogo antes do encerramento do Brasileirão, o Rubro Negro deverá entrar em campo com todas as suas estrelas.


No duelo contra o Alvinegro carioca, quando saiu derrotado por 2 a 1, apenas quatro jogadores tidos como titulares foram relacionados para viajar a Manaus. Os quase 44 mil ingressos foram vendidos em menos de 10 horas, o que acarretou uma renda de mais de R$ 4 milhões.

Botafogo pode voltar

A diretora do Botafogo já confirmou que não levará mais seus jogos para o estádio do Maracanã este ano. O último confronto que o Alvinegro deve fazer no palco da final dos mundiais de 1950 e 2014 deve ocorrer contra o Fluminense, no dia 16 de novembro. Mesmo assim, o mando da partida pertence ao Tricolor das Laranjeiras.

Em guerra nos tribunais, o Botafogo terá suas rendas confiscadas caso jogue no Maracanã. O clube teve a penhora de R$ 1,5 milhão determinada numa ação judicial movida pelo atual técnico do Vasco, Joel Santana. O caso se tornou mais complicado depois que a Justiça determinou que o valor fosse penhorado das contas da concessionária que administra o estádio. Mesmo sem ser ré na ação, por conta de uma suposta recusa em penhorar as rendas alvinegras, a administradora poderá ser punida.

O Botafogo tentou negociar com Manaus, Brasília e até Cuiabá seu confronto com o Atlético-PR, válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem obter êxito, procurou o estádio de São Januário e até mesmo o Maracanã. Diante de várias negativas, o clube acabou acertando com Volta Redonda e pegará o Furacão no estádio Raulino de Oliveira - onde teve seguidos prejuízos, com públicos pequenos.

A Odebrecht, que lidera o consórcio que manda no principal estádio carioca, propôs ao clube uma gestão compartilhada no Engenhão. No entanto, não quis ceder o Maracanã, alegando a penhora em suas contas nos jogos do clube. A situação ocorre justamente quando a equipe de General Severiano mais precisa do apoio da torcida para tentar fugir do rebaixamento.


Procurado pela reportagem, a assessoria de imprensa do Alvinegro carioca informou que o clube tem várias alternativas para levar seus jogos até o final do campeonato. O setor de comunicação do Botafogo não descartou a possibilidade de retornar ao local onde conquistou duas vitórias em dois jogos, justamente contra os times de maior torcida do País: Corinthians e Flamengo.

Caso decida retornar a Arena da Amazônia, o Botafogo teria apenas duas datas disponíveis no calendário. O confronto com o Figueirense, no dia 19 de novembro, em jogo válido pela 35ª rodada do Brasileirão, e o duelo contra Atlético-MG pela última rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo contra o Galo Mineiro pode ser de vida ou morte para o clube da Estrela Solitária, já que o time luta contra o rebaixamento.


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.