Publicidade
Esportes
Brasil é tetra campeão da Copa das Confederações

Emoção e adrenalina na final da Copa das Confederações

Jogo cheio de emoções marca grande final da Copa das Confederações entre Brasil e Espanha 30/06/2013 às 20:18
Show 1
Fred agradece gol
Leanderson Lima* Rio de Janeiro (AM)

O Brasil colocou a Espanha na roda, deu olé, goleou e conquistou o quarto título da Copa das Confederações, neste domingo (30), no Maracanã. Os gols da partida foram marcados por Fred (duas vezes) e por Neymar.

O Brasil começou o primeiro tempo de forma arrasadora. Logo aos dois minutos de jogo Hulk recebe lançamento de David Luiz, faz jogada pela direita e cruza para a área espanhola. A bola ainda bate em Neymar, mas foi Fred que, mesmo caído, mandou para o fundo das redes, para delírio da torcida no Maracanã.

A Seleção Brasileira iniciou uma verdadeira blitz para cima da Espanha. Marcação dura, pra cima. A atual campeã do mundo não conseguia repetir suas jogadas de toque de bola com a eficiência que fez da Espanha a grande seleção dos últimos anos.

Aos 12 minutos Paulinho percebeu Iker Casillas tentou por cobertura, mas o goleirão defendeu.

Aos 14 minutos a Espanha precisou parar Neymar quando ele recebeu sozinho e avançou pela defesa da Fúria. O zagueiro Alvaro Arbeloa impediu a progressão e levou cartão amarelo. Poderia ter sido vermelho.

A Fúria só foi ter a sua primeira grande chance com Iniesta. Como a Espanha não conseguia se aproximar da área brasileira o jeito foi chutar de longe. Julio Cesar defendeu e mandou para fora.

Novo ataque fulminante da Seleção Brasileira. Aos 27 minutos Hulk lança Oscar que é derrubado por Sérgio Ramos. O árbitro deixa barato mais uma vez e aplica apenas cartão amarelo para a seleção espanhola.

Aos 31 minutos, nova jogadaça de Neymar que dá um belo passe para Fred que chuta para defesa de Casillas.

Salvou

O zagueiro David Luiz ainda protagonizou uma das jogadas mais espetaculares da Copa das Confederações. Em ataque da Espanha, Pedro conseguiu avançar sozinho e fuzilou Julio Cesar. A bola ia direto para o gol quando David Luiz tirou a bola de cima da linha aos 40 minutos. O Maracanã só gritava o nome do zaegueirão.

O Brasil ampliou com Neymar, que ao melhor estilo da Espanha, fez tabela com Oscar na entrada da área e fuzilou Casillasa aos 43. A torcida gritou: o campeão voltou!

 Segundo tempo

O segundo tempo começou em alta velocidade para o Brasil. Hulk lançou para Neymar, que fez o corta luz e Fred, aos dois minutos fez o terceiro gol do Brasil.

A torcida foi a loucura. Gritava “olé”, é “chocolate”. Aos 13 minutos Del Bosque botou Jesus Navas na tentativa de salvar a Fúria.  E logo aos seis minutos ele cavou um pênalti em cima de Marcelo. Sergio Ramos foi para cobrança e mandou para fora.

Del Bosque continua tentando salvar a Espanha. Colocou Villa no lugar do inoperante Fernando Torres, mas foi o Brasil que quase ampliou. Neymar deixou Marcelo na cara do gol e ele chutou na rede pelo lado de fora aos 18 minutos.

Neymar ainda deu uma arrancada espetacular e só foi parado com falta de Piqué. Desta vez o árbitro não aliviou e expulsou o zagueiro espanhol. A galera no Maraca resolveu fazer uma “homenagem” a ele gritando: Shakira, Shakira, Shakira!

A Espanha estava mais perdida que cego em tiroteio. Felipão ainda colocou Jadson no lugar de Hulk aos 27 minutos. Fred saiu aos 33 para a entrada de Jô.

E ainda deu tempo para Julio Cesar fazer uma defesa espetacular aos 34 minutos no chute de Pedro. O goleirão do Brasil ainda faria outra grande defesa no chute de Jesus Nava. Mas não teve jeito. Brasil campeão da Copa das Confederações. Ou melhor, tetracampeão!


*Jornalista especialmente enviado ao Rio de Janeiro para cobrir a Copa das Confederações


Publicidade
Publicidade