Publicidade
Esportes
Ronco dos motores

Emoção marca início do Amazonense de Kart e da Copa de Motovelocidade

Primeira etapa das duas modalidades foram disputadas sob o n ovo sistema de iluminação do kartódromo da Vila Olímpica de Manaus 14/03/2016 às 17:02
Show c4036c03 4faa 48ad 9130 f501d24b4374
Pegas emocionantes marcaram a temporada da velocidade no Amazonas
Mauro Neto/Sejel Manaus (AM)

O barulho do ronco dos motores soou alto no sábado (12), na largada do Campeonato Amazonense de Kart e da Copa Souza Motos de Motovelocidade, no Kartódromo da Vila Olímpica de Manaus, na Zona Centro-Oeste da capital. As competições foram realizadas simultaneamente a noite e inauguraram o novo sistema de iluminação do local. 

Com o apoio do Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), as provas tiveram início às 19h e encerraram às 22h, reunindo um total de 30 pilotos em busca da melhor classificação para o restante da temporada.

As feras do Kart foram os primeiros a esquentar a pista com a categoria única, a Graduados. O piloto Yuri Azevedo, que havia conquistado a pole pela tomada de tempo, validou o favoritismo e saiu disparado na primeira bateria. Na segunda, ainda recebeu algumas ameaças, mas mesmo assim, conseguiu cravar o melhor tempo de volta, 36s040, conquistando a primeira etapa e somando 20 pontos.

Na classificação geral do amazonense de kart, após duas baterias e 50 voltas, o segundo lugar ficou com Adriano Vidal, o terceiro com Gabriel Silva (vencedor do Amazonense 2015), o quarto com Fabiano Magalhães e o quinto com Luís Santana.

“Tentei várias vezes a ultrapassagem, mas todos os pilotos são muito bons e deram trabalho hoje. Vou trabalhar nas próximas etapas para resgatar a ponta da tabela e tentar levar o título novamente, mas estou ciente que será uma missão bastante trabalhosa”, comentou Gabriel Silva, 18.

Para um dos organizadores do estadual de kart, Fabricio Maia, a competição superou todas as expectativas e promete ser ainda mais acirrada nas próximas etapas.

“Confesso que hoje todos nós fomos surpreendidos e da maneira mais positiva. O evento estava muito bem organizado, os pilotos vibraram com o novo sistema de iluminação, que pela primeira vez não teve ônus à AKA (Associação dos Kartista do Amazonas) e à Lam (Liga Amazonense de Motovelocidade) e agradecemos ao secretário Fabricio Lima por esta parceria.  Em contrapartida, todos os pilotos apresentaram uma competição limpa e bastante disputada. O Yuri veio bastante preparado, não à toa levou a melhor, mas os demais pilotos vão querer cobrar a conta e isso vai esquentar a competição nas demais provas”, avaliou Maia.

A vez das motos

Pela Copa de Motovelocidade, foram disputadas duas categorias: a Ouro (principal/ MV1) e a Prata (intermediáriaMV2), todas no sentindo anti-horário da pista, sendo uma bateria, com 25 voltas, para cada prova.

Quem se deu melhor pela Principal foi Esmael Motos, seguido de Emerson Costa e Yuri Azevedo, segundo e terceiro lugar respectivamente. Pela Prata, o lugar mais alto do pódio foi assumido por Agenor Braddock. O segundo e terceiro lugar ficaram com Isaías Almeida e Mateus Show.

“Eu comecei a correr em 2006 e em 2012 parei. Este ano resolvi voltar e investir realmente na competição. Treino todo domingo, por quatro horas seguidas, e me dedico muito na preparação da moto. Creio que esses são os segredos para eu ter me destacado hoje em cima de tanto pilotos novos. A experiência e a dedicação fizeram a diferença”, disse Braddock, no auge dos seus 51 anos.

Premiação

Todos os dois eventos terão um total de 10 etapas ao longo de 2016, com a final marcada para o dia 25 de novembro. Os vencedores do kart ganharão troféus e os de motovelocidade receberão uma quantia em dinheiro, ainda não revelada, e brindes, como capacete e pneus.

Publicidade
Publicidade