Publicidade
Esportes
Craque

Empate nos acréscimos mantém o Vasco na luta pela liderança da Série B do Brasileirão

O Cruzmaltino perdia até os 48 minutos do segundo quando o gol salvador de Douglas Silva igualou a partida. Se recuperando de cirurgia, Joel Santana acompanhou o jogo da sala da presidência, em São Januário 04/10/2014 às 13:12
Show 1
Empate heroico manteve o Vasco na luta pela liderança da Série B do Brasileirão.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A luta do Vasco da Gama pra alcançar a tão sonhada liderança da Segundona do Brasileirão continua bem complicada. A prova disso foi o suado empate contra o Bragantino, na noite desta sexta-feira (3), jogando em casa. Sem poder contar com o seu comandante à beira do gramado, o clube da Cruz de Malta se superou e arrancou a igualdade nos minutos finais para delírio de quase 13 mil vascaínos presentes no estádio de São Januário.

Com empate o Cruzmaltino se mantém no G-4 do Campeonato Brasileiro da Série B, com 48 pontos. Na terceira posição na tabela, o Vasco pode cair para a quarta colocação, caso o Joinville vença o confronto contra o América-RN, na noite deste sábado (4), na Arena das Dunas, em Natal. A líder Ponte Preta também poderá cair uma posição, caso o Avaí bata o Náutico, no estádio da Ressacada, em jogo marcado para as 13h20 (hora de Manaus).

O duelo começou com as equipes se estudando, de um lado o Vasco sem criatividade no meio de campo, e do outro o time paulista apostava nos contra-ataques. Aos 21 minutos do primeiro tempo, em falta cobrada pelo lado esquerdo, Geandro cabeceou firme e não deu chances para o goleiro Martín Silva. Placar: 1 a 0 para o Bragantino.

O panorama não mudou muito, com chutes esporádicos de Dakson e o juiz finalizou a primeira etapa. Na volta do intervalo, Dakson deu lugar a Lucas Crispim e logo no primeiro lance o atacante obrigou o arqueiro do Bragantino, Matheus, a fazer bela defesa. Na sequência, em cobrança de escanteio, a bola ainda tocou na trave antes da zaga do time do interior paulista afastar em definitivo.

As coisas pareciam que iriam melhorar para o Vasco até que Sandro resolveu abusar da habilidade e meteu a bola entre as pernas de Montoya antes de rolar para Antônio Flávio empurrar para as redes. Era o segundo gol do Bragantino e o fim da paciência de parte da torcida vascaína nas arquibancadas. Membros de torcidas organizadas começaram uma confusão e a polícia teve de intervir para evitar o pior.


Papai Joel (como é conhecido o treinador Joel Santana) sofria assistindo o jogo em uma sala reservada de São Januário. Após retirar a vesícula, o treinador não pode acompanhar o time à beira do gramado, que fazia péssima atuação. Mesmo com o apoio de 12.993 torcedores, o Cruzmaltino só empatou nos acréscimos depois de dois lampejos de genialidade do argentino Maxi Rodriguez.

Aos 46 minutos do segundo, o meia de 24 anos deu passe para o gol de Lucas Crispim, que recebeu a bola e só deslocou o goleiro do time paulista. Dois minutos depois, Maxi Rodríguez cruzou na área do Bragantino, o arqueiro Matheus saiu mal e Douglas Silva escorou pro fundo do gol. Empate heroico no pagar das luzes de São Januário. Resultado final: Vasco da Gama 2,  Bragantino 2.

Publicidade
Publicidade