Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
Craque

‘Engolindo Sapo’. Operário tem a pior defesa do Brasil

Equipe de Manacapuru leva em média 3,6 gols por partida e tem o pior sistema defensivo de todos os clubes do País. Mesmo sendo a zaga mais vazada, o Sapão tem no goleiro Victor um dos destaques do elenco



1.jpg Defesa do Operário é mais vazada do Brasil. Em média o Sapão leva 3,6 gols por jogo.
12/05/2015 às 19:28

O Campeonato Amazonense de 2015 é mesmo o “Barezão dos Barezões”. Entre os dez clubes que disputam a briosa elite do futebol do Amazonas, o Operário de Manacapuru (distante 68 quilômetros de Manaus) é destaque nacional por ter a defesa mais vazada de todos os Estaduais do Brasil.

Com a derrotada para o Rio Negro pelo placar de 5 a 4, na véspera do Dia Das Mães, no  Campo da Ulbra, o Sapão da Terra Preta (apelido do time) se tornou a “Mãe de todas as peneiras do Brasil” chegando a imbatível marca  de 55 gols sofridos em 15 jogos disputados na competição.



Os números são dignos do Íbis - clube pernambucano que se orgulha de ser o pior do mundo. A média de gols sofridos pelo sistema defensivo do Operário é de 3,6 por jogo. Destaques para as goleadas sofridas diante do Iranduba (5 a 1), para o arquirrival

Princesa do Solimões (6 a 2) e o “vareio” frente ao Fast Clube (7 a 0).  O CRAQUE vasculhou os demais Estaduais do País e descobriu outras equipes que sofrem do mesmo problema defensivo do Sapão.


O time da Francana, que disputou a Série A3 do Paulistão, tomou 51 gols em 19 partidas (média de 2,68 gols por jogo), na Série A2 do campeonato paulista a defesa do Guaratinguetá foi vazada por 49 vezes nos mesmos 19 jogos (média de 2,57). Em termos percentuais, a defesa que, negativamente,  mais se aproxima do Operário é a do Coritiba, de Sergipe. A zaga do Coxa do Nordeste foi vazada por  35 vezes em 10 jogos e tem a média de 3,5 gols tomados por partida.

Pode piorar

Sofrendo com quatro meses de salários atrasados e a falta de estrutura do clube, o jovem time do Operário não vê a hora do Barezão acabar. Se a média de gols sofridos por jogo prosseguir nas últimas três rodadas do campeonato amazonense, a defesa do Sapão pode tomar mais 11 gols e chegar a impressionante marca de 66 gols sofridos na competição.


Para evitar mais vexames, o treinador do Operário, Neneca, que foi goleiro quando atleta, trabalha a parte psicológica dos defensores. “Nessa reta final não tem muito o que fazer. Estamos trabalhando a parte psicológica dos atletas. Posicionamento, padrão defensivo...mas é difícil, pois alguns erros deveriam ter sido corrigidos na pré-temporada. Falta fundamento. Mesmo assim estamos trabalhando pra terminar dignamente o campeonato e nessas três últimas partidas tentar alcançar a primeira vitória”, comentou o técnico do Sapão.  

Victor – o herói do Sapão

Mesmo tendo a pior defesa do Brasil, o Operário pode se orgulhar de ter uma promessa defendendo seu gol. O jovem goleiro Victor, que é cria das divisões de base do rival Princesa, é uma das revelações do campeonato.

Victor, de 18 anos, já foi sondado pelo Nacional para a disputa do Amazonense de Juniores deste ano e é cobiçado por outras equipes do Estado. Fã do goleiro Jéfferson, o manacapuruense também admira a frieza de Rascifran no gol do Tubarão. O ágil arqueiro, que atuou em 13 jogos no Estadual - ficou de fora dos jogos contra Rio Negro e Iranduba no 1º turno -, é responsável por evitar vexames ainda maiores do Sapão no campeonato.


Elogiado pelo treinador Neneca, que já foi goleiro, Victor teve grandes atuações, principalmente contra Nacional e São Raimundo no início do Barezão. “O Victor é um grande goleiro. Tem tudo pra se tornar daqui a dois anos como o melhor do Amazonas, sem dúvida”, disse Neneca.

“Ainda não sei pra onde vou quando o campeonato acabar”, disse Victor fazendo uma auto-avaliação, “Tenho de crescer muito ainda na posição. Mas fico feliz pelo reconhecimento, apesar de sofrer tantos gols”, comentou o jogador que ao que tudo indica vai deixar o Operário ao final de seu contrato, em junho.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.