Quarta-feira, 01 de Abril de 2020
FUTEBOL

Entre Copa Verde e Brasileiro, Manaus vive maratona de jogos decisivos

Perto de mais uma ‘decisão’ na Série D, elenco do Manaus ‘se vira nos 30’ com sequência de cinco jogos em menos de 15 dias. Entre eles, mais um jogo eliminatório pela Copa Verde nesta quarta-feira (31)



manaus_denir_E7136B1F-BC9E-4AFC-89D0-652C895992C2.jpg Foto: Márcio Silva/Freelancer
30/07/2019 às 07:06

O sucesso traz seus percalços. Quem diria que um dia um clube baré iria reclamar do excesso de calendário? É isso que está acontecendo com o time do Manaus FC. Depois do acesso, o Gavião está muito perto de um voo ainda mais alto: a final da Série D. Mas, eis que no meio do caminho tem uma Copa Verde.

Desde o jogo do acesso, contra o Caxias no dia 20 de julho, o Manaus segue numa maratona de jogos que vem desgastando o plantel já reduzido do clube. O elenco do Verdão desembarcou na capital somente hoje, e amanhã já tem duelo de vida ou morte com o Sobradinho-DF pela fase inicial da Copa Verde.



 “Na verdade, hoje (ontem) ainda estamos fazendo a recuperação do jogo de ontem (domingo) contra a Jacuipense. Hoje a preparação foi toda voltada para a recuperação dos atletas, que tiveram um jogo muito difícil, e o trabalho foi voltado pra essa situação”, disse o técnico Welington Fajardo revelando que o torneio interestadual veio num momento complicado para sua equipe. 

“Vamos chegar por volta de 1h da manhã de terça, para treinar às 16h na Arena. Aí sim, a gente vai poder falar alguma coisa sobre esse jogo contra o Sobradinho. Mas a gente entende que, realmente, essa Copa Verde no meio dessa decisão veio prejudicar muito o trabalho do Manaus”, desabafou o comandante completando.

“Estamos fazendo cinco jogos em 15 dias e nós não temos plantel pra ficar rodando o time todo. A gente perde mesmo na questão do entrosamento”, ressaltou Fajardo explicando que, mesmo com a maratona de jogos, o Gavião vai em busca da classificação na Copa Verde contra o Sobradinho. “A gente está tentando fazer o que pode, é um jogo atrás do outro com o plantel bastante reduzido, mas não falta trabalho, não falta concentração nem vontade pra gente poder conseguir fazer um bom jogo na quarta-feira”.

O curioso caso de Diego Peixoto

Contratado exclusivamente para a disputa da Copa Verde, o meia Diogo Peixoto vive um dilema: pode nem vestir a camisa do Manaus nesta temporada. Isso porque o nome do atleta, de 31 anos, ainda nem caiu no BID da CBF. Mesmo assim o jogador acredita que pode ajudar o Gavião no jogo de amanhã.

“Verdade, a gente já entra em campo com uma certa responsabilidade de tentar reverter esse placar. Mas do mesmo jeito que eles saíram na vantagem lá, com três gols de diferença, não vai ser diferente aqui em Manaus. Aqui, a gente vai em busca do resultado, em busca do placar e, se Deus quiser, a gente vai conseguir reverter essa situação”.

 

News denir 5aee6cdd 1d6a 4786 8dc7 d70985711b16
Editor de Esportes
Jornalista formado na Uninorte em 2010. Entrou para a equipe de A Crítica em 2014, como repórter para a Copa do Mundo no Brasil. Atualmente é editor do caderno de esportes, o Craque, onde segue na luta pela divulgação do esporte baré.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.