Segunda-feira, 19 de Abril de 2021
DECLARAÇÃO

'Envergonhado', diz Ruy Scarpino sobre eliminação precoce do Amazonas FC 

Sem cravar permanência após queda do clube na fase de grupos da Seletiva 2020, técnico afirmou que manutenção no cargo dependerá da diretoria



baf4649e-dbc9-46ed-bf68-0f0939621329_935998E8-2E50-41AE-977C-FA018C6207AD.jpg Foto: João Normando/FAF
24/02/2021 às 14:34

Com expectativas audaciosas e trazendo nomes conhecidos do futebol nacional, o Amazonas FC investiu pesado para ser uma das surpresas do estado para a temporada. Porém, por ironia do destino, a Onça Pintada conseguiu esse objetivo, mas não da forma que esperava. Após a derrota da última terça-feira (23) por 3 a 0 para o Penarol, em Itacoatiara, o Aurinegro sacramentou sua eliminação da Seletiva 2020, com duas derrotas e uma vitória em três partidas do certame. 

A reportagem entrou em contato com o técnico do Amazonas, Ruy Scarpino, que falou sobre a decepcionante campanha da equipe na competição, sem esconder a insatisfação por não ter conseguido a esperada classificação para as semifinais. 



“Não passa pela cabeça de ninguém que seríamos eliminados na primeira fase, principalmente da maneira que fomos. Eu acho que poderíamos ter saído do jogo contra o Manaus com um empate, mas agora que pegamos um time aqui (Penarol) bem encaixado, achando que poderíamos chegar e conseguir o resultado, eles se mostraram ser uma equipe muita aguerrida dentro de campo, com vontade, determinação e acabaram construindo o resultado”, disse o treinador. 

O técnico também disse ao A Critica que um dos sentimentos do grupo é o de vergonha - resultado de uma eliminação ocorrida da forma que aconteceu - e, agora que o principal objetivo da temporada não foi alcançado, espera uma decisão da diretoria para saber quais serão os próximos passos no comando. 

“Nós não temos o que questionar, a gente fica chateado, fica até envergonhado por ter sido desclassificado da maneira que fomos. Agora temos que ter calma e ver o que a diretoria pensa, o que ela quer fazer. A diretoria tinha um projeto de Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e infelizmente não veio, então agora é aguardar essa decisão da diretoria para saber o que eles vão fazer. Agora eu acho que nós, o grupo, não fizemos por merecer a classificação”, destacou. 

Perguntando sobre a possibilidade de não permanecer no cargo para o Barezão 2021, Ruy Scarpino admitiu que boa parte da motivação do projeto e da vinda de alguns atletas estava atrelada com a classificação para a Série D e a Copa do Brasil desta temporada, mas o técnico não cravou sua saída e falou até em “briga pelo título” em caso de manutenção no cargo. 

“Eu e alguns atletas viemos para cá com um projeto de tocarmos esse trabalho até o fim do ano. Infelizmente a gente ficou pelo meio do caminho, com as vagas na Copa do Brasil e Série D ficando de fora, então agora depende da diretoria. Eu acho que qualquer que seja a decisão deles, não há o que questionar, mas eu acredito que eles tenham um planejamento daquilo que eles querem fazer, mas nós não podemos antecipar e nem tomar decisão, vai depender do que a diretoria e o presidente decidirem. Nós estaremos à disposição para trabalhar e, quem sabe, ajustamos o time para brigarmos por um título, que é algo fundamental para essa sequência de ano para o Amazonas”, concluiu o técnico. 

Reunião 

A reportagem entrou em contato com o presidente do Amazonas, Wesley Couto, sobre quando deverá acontecer a reunião com a comissão técnica. O mandatário do clube disse que nesta quarta-feira (24) ainda não se decidirá nada, mas quando questionado novamente sobre o dia em que a diretoria deve conversar com Ruy Scarpino, a reportagem não obteve retorno até o fechamento desta publicação.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.