Publicidade
Esportes
Craque

Equipe paralímpica do Amazonas disputa circuito de atletismo e natação em São Paulo

Cinco representantes do esporte amazonense estarão no Sudeste do País na luta por medalhas para o Estado. Objetivo e manter os atletas locais entre os melhores do Brasil em suas categorias 01/07/2015 às 18:42
Show 1
Atletas paralímpicos do Ctara representarão o Amazonas em circuito esportivo, em São Paulo.
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Cinco guerreiros do Amazonas na luta pelo lugar mais alto no pódio. A equipe paralímpica do Centro de Alto Rendimento da Amazônia (Ctara) embarca nesta quarta-feira (1º) rumo a 1ª Fase Nacional do Circuito Brasil Caixa Loterias Paralímpico de Atletismo e Natação. O evento acontece de 3 a 5 julho, em São Paulo.

Os paratletas Cheine Pereira (F11 - deficiente visual), Dernival dos Santos (F12 com baixa visão) e Rivander Santos da Silva disputarão na modalidade atletismo (lançamento de dardo, peso e disco). Simplício Campos (S8 amputação individual) e Jean Claudio (S6 - paralisia cerebral) são os representantes na natação (100m peito, 100m borboleta, 200 medley e 400 m livre). Toda a equipe tem o apoio da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Atual terceiro colocado no ranking nacional da classe F12, no arremesso de dardo e peso, Dernival dos Santos, de 39 anos, afirma o desejo de permanecer entre os melhores do Brasil e garantir mais um ano de bolsa atleta federal.

“Estou treinando muito forte com o professor Sérgio Nazareno. Minha meta é subir no pódio para chegar bem nas próximas etapas e garantir a bolsa”, declara.

O nadador Simplício Campos, de 28 anos, que conquistou a medalha de bronze para o Amazonas no Open Internacional em Abril, desejar baixar ainda mais seu tempo para essa competição. “Quero fazer um bom tempo para ganhar algumas medalhas e manter o índice”, disse.

Segundo o presidente da Federação de Esportes Paraolímpicos do Estado do Amazonas (Fepam), Getúlio Filho, o clima não atrapalhará os atletas, objetivo é mantê-los no pódio, revezando entre primeiro, segundo e terceiro lugar.

“Nossos atletas e os técnicos, o professor Sérgio Nazareno e Joaquim Filho têm potencial de trazer bons resultados para o Estado. Lá é bastante frio, mas eles foram bem treinados”, afirma o presidente, lembrando que a segunda etapa nacional será disputada em setembro e a terceira em novembro deste ano.

*Com informações da assessoria.



Publicidade
Publicidade