Sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020
CENÁRIO

'Era o jogo da vida', diz goleira do Hulk após derrota para o Minas-DF

Apesar da derrota, Stefane ainda foi responsável pelo resultado não ter sido ainda mais elástico para a equipe de Brasília



121002793_10224209819977725_8595721115623737421_o_5E1A9D60-17FD-46F6-8D24-DE8EA6328F08.jpg Foto: Maria Luiza Dacio
05/10/2020 às 20:20

A derrota por 2 a 0 para o Minas Brasília afundou de vez o Iranduba na zona de rebaixamento da primeira divisão. Com 10 pontos e mais duas partidas para fazer (Kindermann-SC e Palmeiras-SP), o Hulk precisa contar com uma combinação de resultados e ainda vencer duas equipes que brigam na parte de cima da tabela.

Sobre a partida desta segunda-feira, a goleira Stefane falou no pós-jogo que o grupo acabou sentindo o nervosismo e que isso influenciou para que o rendimento não fosse o esperado: “A gente sabia que ia ser um jogo difícil, que realmente era o jogo da vida, por isso eu acho que isso pesou muito para o nosso time, porque era tão importante que o nervosismo tomou conta na hora, parecia que o nosso time tava com a perna pesada, pois não conseguia correr”, explicou.



Após as mudanças de posicionamento do intervalo para o segundo tempo, o Iranduba conseguiu melhorar e oferecer perigo para a defesa do Minas. Em uma das oportunidades, Luana Grabias quase coloca uma bola no ângulo da goleira Thalya, e antes disso, Nath Pitbull e Paulinha também já haviam tido chances. A goleira Stefane usa a palavra “bobeiras” para definir os erros da equipe e diz que o grupo vai trabalhar para ainda conseguir alguns pontos fora de casa.

“A gente melhorou no segundo tempo, mas o resultado não veio, acabamos tendo algumas falhas, foram bobeiras da nossa equipe que estava com o controle da bola e praticamente entregou para a adversária. E agora é trabalhar para continuar evoluindo, consertar os erros, acabamos perdendo atletas importantes para esta partida, isso também complicou nossa situação e agora é trabalhar duro para ver se a gente consegue uns pontinhos fora de casa”, concluiu.

Respirando por aparelhos, o Iranduba está muito próximo do primeiro rebaixamento de sua história. A próxima rodada poderá selar este destino quando encarar a equipe do Kindermann-SC, no próximo domingo (11), às 14h (horário de Manaus), no estádio Carlos Alberto Costa Neves, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A1.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.