Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
FEMININO

Espanha sofre mas vence África do Sul de virada na Copa do Mundo

A estrela sul-africana Thembi Kgatlana, eleita melhor jogadora da África em 2018, marcou primeiro, mas a Espanha fez valor o favoritismo e passou à frente do placar



056035-01-08_DB94AC92-7555-40B3-A8DD-0079E51933C9.JPG (Foto: AFP)
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
08/06/2019 às 15:34

A Espanha estreou na Copa do Mundo feminina com um triunfo de 3-1 sobre a África do Sul, graças a dois gols de pênalti marcados pela atacante Jennifer Hermoso e um de Lucía García, neste sábado na cidade de Le Havre.

Com este triunfo, o primeiro da Espanha em um Mundial após encerrar sua campanha no Canadá em 2015 com duas derrotas e um empate, a equipe dirigida por Jorge Vilda se igualou em número de pontos à Alemanha no grupo B, que horas antes havia derrotado a China por 1 a 0.



A estrela sul-africana Thembi Kgatlana, eleita melhor jogadora da África em 2018, colocou sua equipe na frente com um belo chute aos 25 minutos.

Mas a Espanha, durante muitos minutos tensa e sem ideias, reagiu no segundo tempo. Jennifer marcou duas vezes de pênalti (69 e 82) e Lucía García selou a vitória (89).

No primeiro tempo a 'Roja' teve a posse de bola mas sem oferecer perigo às sul-africanas, sólidas na defesa. Já para a África do Sul bastavam dois ou três passes para criar situações de gol.

E foi assim que Kgatlana fez um belo gol, chutando de longe sem chances para a goleira Sandra Paños.

Mas no segundo tempo (67) a capitã sul-africana Janine Van Wyk, que joga na seleção há 13 anos e disputou mais de 160 partidas, cometeu um erro de principiante ao levantar a mão dentro da área em um chute. A árbitra chilena María Carvajal marcou o pênalti e Jennifer converteu.

Aos 35 minutos do segundo tempo foi a vez do VAR aparecer em uma jogada confusa. Nothando Vilakazi deu uma entrada perigosa em Lucía García e Carvajal consultou o árbitro de vídeo, confirmando o pênalti e expulsando a sul-africana.

Jennifer chutou no outro canto e marcou o gol da virada depois de muito sofrimento em Le Havre.

Com a vitória encaminhada, Virginia Torrecilla encontrou espaço e deu um belo toque para Lucía García. A atacante driblou Dlamini com classe e mandou para o fundo das redes com o gol vazio.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.