Publicidade
Esportes
Craque

Especial do CRAQUE: Leão manteve a base e ainda reforçou para a temporada

O Leão da Vila Municipal se apresenta como o time a ser batido na temporada 15/02/2015 às 20:36
Show 1
Sinomar Naves foi mantido depois do título do ano passado
Denir Simplício ---

O Nacional é o rei de títulos do Estado e detém a coroa de campeão amazonense de 2014. Repleto de competições na temporada o Naça quer levar o bi para se garantir nos campeonatos do ano que vem. O Naça vai em busca do seu 43º título do Barezão e para isso a diretoria do Leão da Vila Municipal reconvocou o treinador Sinomar Naves, que assumiu o time durante o Estadual de 2014 e ergueu a taça no final do campeonato.

Além de manter o comandante, os dirigentes nacionalinos trouxeram um verdadeiro mito do futebol amazonense para coordenar o futebol do clube, Aderbal Lana.Mesmo tendo que defender sua coroa, o rei Leão também lutará em outras frentes de batalha. A começar pela Copa Verde, na qual já venceu o jogo de ida contra o Vilhena-RO por 1 a 0, e jogará por um empate para avançar no torneio.

Além da competição interestadual, o Naça disputará a Copa do Brasil e o Brasileirão da Série D. Com orçamento estipulado em R$ 300 mil mensais, os dirigentes nacionalinos traçaram metas para o clube alcançar a elite do futebol brasileiro até 2024. Uma das metas já alcançadas pelo Azulino foi atingida com o título do Estadual de 2014 e, consequentemente, as vagas nas Copas Verde e do Brasil, mais o direito de representar o Amazonas no Campeonato Brasileiro da Série D de 2015. Com elenco formado por atletas bastante experientes desde o goleiro Rodrigo Ramos, passando pelo meio-de-campo, que conta com o ex-Princesa, Fininho, chegando aos atacantes Hyantony e o ídolo Leonardo, o “Índio Negro”, o “Mais Querido” é um dos favoritos a levar mais um troféu do Barezão para a Vila Municipal.

Com tantas competições durante a temporada, a diretoria do Nacional aposta na força de sua torcida e será o clube amazonense a disputar mais jogos na nova casa do futebol Baré: a Arena da Amazônia. São sete partidas marcadas para o estádio multi-uso e a torcida deverá apoiar o time em todas elas.

O jogo de estreia do Leão no Barezão 2015, no próximo dia 26, não será marcado apenas por ser no estádio que recebeu quatro jogos da Copa do Mundo da Fifa, mas também por ser o clássico de maior rivalidade da história do futebol do Amazonas. O primeiro Rio-Nal da Arena será um marco para a história do campeonato local por colocar frente a frente adversários que trazem no peso de suas camisas as memórias do auge do futebol amazonense.

E para continuar a rugir alto no Barezão, o Leão da Vila Municipal pretende alcançar mais uma de suas metas na temporada, a começar por depenar o Galo da Praça da Saudade.

Publicidade
Publicidade