Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
Craque

Especial do Craque: o jovem Manaus FC tem prentesões ambiciosas para o Barezão 2015

Mais jovem clube do futebol amazonense, o Gavião do Norte quer alçar voos mais altos e sonha com a conquista do título do primeiro Campeonato Amazonense na era pós-Copa do Mundo



1.jpg Manaus é o clube mais jovem do certame
16/02/2015 às 19:08

Mais jovem clube do futebol amazonense, o Manaus Futebol Clube tem pretensões ambiciosas para o Campeonato Amazonense de 2015. Agora comandado pelo técnico Fábio Luiz, que ex-coordenador técnico do clube que chegou a pedir demissão do cargo por “falta de sintonia com a comissão técnica”, o Gavião do Norte quer alçar voos mais altos e sonha com a conquista do título do primeiro Campeonato Amazonense na era pós-Copa do Mundo.

No último amistoso, o Manaus derrotou o Nacional por 2 a 0 no estádio Ismael Benigno, a Colina, com gols de Derlan e Célio. Quem nem participou do jogo, mas também é uma das promessas do Manaus na temporada é o atacante Alex Titton, que jogou a temporada de 2011 pelo Nacional e fez nove gols em 11 jogos, tornando-se referência no ataque da equipe.



Outro destaque do time é o camisa 10 Claudinei, um dos destaques da vitória sobre o São Raimundo na Colina. Rápido e versátil, o jogador bate bem de fora da área, arma o jogo e ainda cai pelas pontas, usando sua velocidade para atuar por vezes como um ponta direita, como no gol que matou o jogo no amistoso.

Merece menção também o meia-atacante Célio. Natural de São Caetano do Sul, o jogador de 26 anos tem demonstrado eficiência tática na variação de posição durante o jogo e tanto capacidade de armar jogadas ou fazer o pivô (tem quase 1,90m de altura), quanto de marcar presença na área para dar o arremate.

O Manaus estreia no Campeonato Amazonense diante do Penarol, no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara.

 

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.