Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
Craque

Especial do CRAQUE: Tufão tenta reencontrar o caminho do sucesso no Barezão

Tufão da Colina não solta o grito de campeão há quase uma década. O último título foi em 2006



1.jpg Alex Coelho vice-presidente do Sulão em atividade no arquirrival São Raimundo
15/02/2015 às 21:21

O São Raimundo entra em campo no Estadual 2015 para recuperar a hegemonia de quando ainda era chamado por todos de Tufão da Colina, que “devastava” os rivais. Hoje, sem a mesma força e assombrado pela péssima campanha dos últimas décadas, o que resultou num quase rebaixamento para a Série B local, o clube mais uma vez vai contar com o técnico Eduardo Clara.

Em meio à preparação para o Estadual, a equipe recebeu mais apoio dos torcedores e viu a Colina se tornar mais dos outros do que seu mesmo.



União

O que se vê este ano é a união de torcedores e dirigentes para acabar com a falta de títulos do clube amazonense. Os fanáticos sãoraimundenses, que permaneceram com o clube após a saída das principais divisões do futebol brasileiro, decidiram no segundo semestre de 2014 fazer um verdadeiro mutirão para receber os jogadores em 2015.

Reforma do local onde os jogadores residem e doações de colchões foram umas das pequenas amostras que os torcedores fizeram. Tudo para que o clube não faça feio no Amazonense e volte a soprar forte no alto da Colina.Nossa casa?O reconstruído estádio da Colina, estádio pertencente ao clube, depois da reforma para a Copa não voltou a ter o mesmo dono. A antiga presidência assinou o contrato de comodato com o Governo do Estado em que o clube não tinha direito de treinar no local. Detentor do contrato, a Fundação Vila Olímpica (FVO), apenas limitou ao clube o direito de treinar uma vez por semana. O que provocou a ira dos torcedores.para surpreenderRespeitado pelos torcedores, Eduardo Clara teve a oportunidade de trazer jogadores com quem já trabalhou.

Em fase de estruturação tática, o treinador mostrou que o time não vai ser um mero participante, ou vai figurar no Estadual. Clara prepara um time consistente, forte na marcação e que sai em velocidade na busca de surpreender o rival. Para isso conta com bons meias e volantes que avançam, mas também se preocupam com a marcação, além de laterais de qualidade.Quanto à parte do ataque, o clube Colinense espera ainda o melhor encaixe do “pelotão de fuzilamento”, mas é certo que ao contrário do ano passado o grupo possui jogadores eficientes que podem surpreender.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.