Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
publicidade
1.png
publicidade
publicidade

Jogo São Raimundo X Fast

Esperança de reabilitação do São Raimundo contra o Fast

Técnico José Tavares acredita em melhor desempenho do Tufão contra o embalado Fast no jogo da tarde deste sábado(20)


20/04/2013 às 11:09

À espera de um milagre. É assim que o São Raimundo entra em campo hoje contra o Fast Clube, no Estádio Roberto Simonsen, o campo do Sesi, às 15h, pela quarta rodada do returno do Campeonato Amazonense Chevrolet 2013. Com apenas um ponto em três jogos, o Tufão da Colina quer pelo menos terminar a competição com dignidade e sair da lanterna do grupo A.

Com chances matemáticas de classificação, a equipe do técnico José Tavares tem que vencer o Rolo Compressor e o Tarumã no próximo sábado, além de torcer pelo Princesa do Solimões, que já tem seis pontos, perder para o Lobo do Norte, amanhã, e para o Holanda, na próxima semana.

Segundo José Tavares, a missão de vencer o Fast não será nada fácil. Ele assistiu a partida do Tricolor de Aço contra o CRB, pela Copa do Brasil, e viu uma equipe de bom toque de bola e bem aplicada taticamente. 

“Milagres acontecem. Temos que ganhar dois jogos e torcer para o Princesa não pontuar. Assim, ficaríamos com sete pontos e estaríamos classificados. Mas, apesar das dificuldades, os jogadores estão focados e querem vencer o Fast para tirar o São Raimundo da incomoda lanterna na competição”, disse Tavares. “Infelizmente não tive tempo de implantar minha filosofia de trabalho. Assumi a equipe na semana da partida contra o Penarol”, lamentou o treinador.

De acordo com Tavares, se nada der certo contra o Fast e o São Raimundo dar adeus ao Estadual, o jeito é começar a planejar para 2014. “Temos que pensar a longo prazo e montar uma equipe competitiva para o ano que vem. Vamos inaugurar a nossa arena no antigo estádio da Colina”, lembrou.

Mas nem todos estão otimistas no time do São Raimundo. O meia-atacante Clailson reconhece que as chances de classificação são mínimas e, para ele, o melhor é pensar na próxima temporada, em 2014. “Fechamos com o grupo para vencer esses dois jogos e tirar o São Raimundo dessa situação. Não temos mais chances de classificar. Não dependemos mais de nós mesmos e não acredito que o Princesa não vai pontuar nesses dois jogos. Recebi uma proposta do Tubarão (SC) e devo deixar o clube logo depois do Amazonense”, disse, em tom de despedida.

Michel é dúvida

Com dores no tornozelo direito por causa de uma pancada sofrida na partida contra o Princesa, o meia-atacante Michel pode desfalcar o Fast logo mais contra o São Raimundo. Ele disse que pelo lado fastiano tudo é motivação. Com sete pontos ganhos - duas vitórias e um empate -, o Fast pode “carimbar” a classificação para a fase semifinal do returno se vencer o São Raimundo. 

“Estou com uma torção no tornozelo direito e dificilmente terei condições de jogar. Mas o grupo está motivado. Sabe que uma vitória nos classifica. O Cacau está bem para me substituir e tem um estilo mais ofensivo. Será uma partida bem disputada. O São Raimundo vem de resultados negativos e vai querer ganhar da gente. Acredito que o Fast tem tudo pra manter a regularidade e se classificar”, prevê Michel.   

publicidade
publicidade
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
Celebrações religiosas marcam Sexta-feira da Paixão na Catedral de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.