Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
Craque

Esporte: Jogos Universitários agitam o feriado em Manaus

O destaque do dia ficou por conta da arte marcial, que apresentou lutas difíceis e “carinhas” já conhecidas do circuito amazonense, como foi o caso de Rayfan Barbosa



1.jpg Rayfan Barbosa, que chegou há poucos dias de São Paulo após disputar o Campeonato Brasileiro, travou duas lutas e venceu ambas por ippon, reinando soberano na meio leve até 66kg
01/05/2013 às 16:34

A maior competição de acadêmicos do município, os Jogos Universitários da Cidade de Manaus, tiveram largada nesta quarta-feira (01) e ”arrastaram” em pleno feriado com cerca de 100 atletas que disputaram provas natação, basquete, jiu jitsu e judô. O evento é uma realização da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Desporto Lazer e Juventude (Semdej), e segue até 11 de maio.

O destaque do dia ficou por conta da arte marcial, que apresentou lutas difíceis e “carinhas” já conhecidas do circuito amazonense, como foi o caso de Rayfan Barbosa. O judoca, que chegou há poucos dias de São Paulo após disputar o Campeonato Brasileiro, travou duas lutas e venceu ambas por ippon, reinando soberano na meio leve até 66kg.

“Este é o terceiro ano que participo dos Jogos Universitários e fico muito feliz por ter conquistado o ouro. Minha vontade era também ter disputado o Absoluto, mas como irei este final de semana para Minas Gerais (MG) disputar o Troféu Brasil, preferi não arriscar para evitar qualquer lesão”, disse o faixa marrom, ao afirmar que viaja focando em superar seu melhor resultado já conquistado num Troféu Brasil.

“A minha melhor colocação foi em 2010 quando fiquei em sétimo lugar. Agora estou indo para brigar pelo quinto, ou até mesmo pelo primeiro lugar. Estou treinando para esta competição deste janeiro e espero boas conquistas”, comentou o beneficiário do Bolsa Atleta Municipal.

Potencial

Sem Rayfan Barbosa para dificultar a conquista do lugar mais alto do pódio pelo Absoluto, o atleta da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Eddie Araújo, se destacou “no tatame” e faturou o primeiro lugar geral da competição. O garoto que cursa o terceiro período de Ciências Biológicas conquistou a medalha de ouro na categoria até 73 Kg, faixa marrom, após vencer por ippon dois combates.

“Os Jogos servem para mostrar que dentro da faculdade existe gente com bastante potencial e auxiliam no intercambio com outros atletas. Além disso, os Jogos Universitários Municipais preparam a gente para os Jogos Universitários Brasileiros, que este ano acontecem em Goiânia”, comentou o lutador.

O mais velho da turma

Aos 38 anos de idade, Alexandre Leocádio é um dos mais velhos a disputar os Jogos Universitários. Ao competir com jovens na faixa etária dos 20 anos, o mestrando de zootecnia poderia abrir mão do evento por ter de encarar os “novinhos”. Ao invés disso, o faixa preta “deitou e rolou no tatame” e conquistou o ouro na categoria médio, até 81 kg.

“É muito mais difícil ter que enfrentar os mais novos, pois eles tem uma resistência muito forte. Além disso, eles só estudam e se dedicam ao treino. Eu não, pois tenho que trabalhar, estudar, cuidar dos meus filhos. Por isso, estou muito satisfeito com este resultado”, comentou o atual campeão amazonense máster até 73kg e estudante da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

* Com informações da assessoria

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.