Publicidade
Esportes
Amazonense

‘Essa cobrança é indevida’, diz presidente do Penarol sobre inscrição no Amazonense

No dia que encerraram as inscrições para o Barezão 2016, o presidente do Penarol Atlético Clube, Illa Rabelo, disse que não pagaria a taxa de inscrição 14/06/2016 às 14:06 - Atualizado em 14/06/2016 às 21:16
Show penarol nacional campeonato ney mendes acrima20110604 0058 18
Penarol pode ficar de fora do Barezão (Foto: Arquivo/ AC)
Camila Leonel Manaus (AM)

O presidente do Penarol Atlético Clube, Ila Rabelo, se manifestou contra a resolução da Federação Amazonense de Futebol (FAF), que exige o pagamento de R$ 7 mil reais para confirmar a inscrição do clube no Campeonato Amazonense. O prazo se encerrou nesta terça-feira (14) e o dirigente anunciou que não iria pagar a taxa, que corresponde ao pagamento da arbitragem por quatro rodadas.

“Nem começou o campeonato e já está essa bagunça imagina quando começar o campeonato. A gente tem que ficar catando dinheiro e catando o que não tem. Eles fizeram uma regra agora e como regra, nós temos que cumprir e eu não vou pagar. Já falei, já me manifestei o Penarol não vai pagar”, disse.

Illa alegou que o motivo para não pagar, além da falta de dinheiro é que o clube sempre pagou corretamente a arbitragem que apita os jogos no Floro de Mendunça. “O Penarol sempre pagou em dia a arbitragem. Nós não devemos arbitragem, não devemos FAF, não devemos ninguém. Eles têm que cobrar quem não está pagando. Nós sempre pagamos os árbitros que vêm apitar os jogos aqui”, completou.

O pagamento dos R$ 7 mil é uma exigência para se inscrever, tanto que a inscrição do clube só será feita mediante á apresentação de um ofício junto com o comprovante de depósito. Perguntado se o Penarol entrou em contato com algum representante da FAF, o presidente do Leão da Velha Serpa negou.

“Eu vou conversar o quê com eles? Eles jogam essa lei e a gente tem que cumprir! A gente não recebe ajuda de nada para participar do Campeonato Amazonense e tem mais essa agora? Não tem como!”, declarou.

Quanto aos outros clubes, Illa admitiu que não há uma conversa entre os presidentes sobre essa taxa. “A gente tem conversado pelo whatsapp, mas cada um tem os seus problemas e se resolva sozinho. A gente não tá se unindo para discutir essas coisas não”, finalizou.

Publicidade
Publicidade