Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020
Itacoatiara

Ex-jogador de times do AM, Bazinho morre de parada cardíaca

Jogador começou sua carreira no Penarol de Itacoatiara e teve passagem pelo Clipper, São Raimundo, Grêmio Coariense, Fast Clube, Princesa e o Operário de Manacapuru



122238516_10224314628037861_1044648693719167017_n__1__89B54FE1-C36B-4C59-9D49-548F8FF659F6.jpg Foto: Divulgação
19/10/2020 às 17:08

E um dos atacantes mais consagrados da década de 2000 no futebol amazonense, o ex-jogador Bazinho faleceu nesta segunda-feira (19), aos 41 anos de idade, vitima de um ataque cardíaco em Itacoatiara, sua cidade natal (distante 185.72 quilômetros de Manaus). A informação é do radialista Juka Bala da rádio Difusora FM de Itacoatiara.

Nos últimos anos, o ex-jogador vinha tendo problemas com drogas, algo que já era de sabedoria popular nos seus últimos anos de carreira. Em 2012, Bazinho chegou a ser preso em flagrante por roubar carne em um supermercado, e após este incidente, o ex-atacante aceitou ir para uma clinica de reabilitação tentar se livrar do vício das drogas.



O último clube pelo qual atuou foi Operário de Manacapuru, no Barezão de 2015. Aos 36 anos e sem o mesmo desempenho de outras épocas, Bazinho fez oito partidas e marcou um gol e não foi capaz de evitar a campanha de rebaixamento do Sapão no Estadual, que terminou com 17 derrotas e um empate em 18 jogos disputados.

Anos de glória

Bazinho começou sua carreira no Penarol de Itacoatiara e teve passagem pelo Clipper, São Raimundo, Grêmio Coariense, Fast Clube, Princesa e o Operário de Manacapuru. O atacante também jogou pelo Rio Branco-AC no ano de 2005, por onde foi campeão do acreano.

Um dos grandes feitos na carreira de Bazinho foi ter sido campeão Estadual no Grêmio Coariense, primeiro time do interior a conquistar o Barezão.

Nesta década, ele esteve constantemente entre os principais matadores do Campeonato Amazonense, sendo artilheiro em 2006 fazendo 13 gols pelo Rolo Compressor e em 2011, quando anotou 11 atuando no Sapão da Terra Preta. Bazinho ainda foi vice-artilheiro em três oportunidades: em 2007 pelo Fast, 2008 pelo Princesa de Solimões e em 2009 novamente pelo Tricolor de Aço.

Além dos títulos pelo Rio Branco e Grêmio Coariense, Bazinho foi vice-campeão Estadual em 2002 pelo Clipper e em 2006, 2007 e 2010 pelo Fast Clube.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.