Publicidade
Esportes
Craque

Fábio Trindade se prepara para lutar pelo cinturão dos leves no Hero FC, nos EUA

Lutador amazonense será o desafiante do norte-americano Alex Hernandez pelo cinturão dos leves. Conquista poderá deixá-lo mais próximo do UFC 05/12/2015 às 20:08
Show 1
Fábio Trindade sonha com a porta aberta para o UFC
Anderson Silva Manaus (AM)

O sonho de entrar para a maior organização de MMA do Mundo, o Ultimate Fighting Championship (UFC), pode estar mais próximo para o amazonense Fábio Trindade, 33, que no dia 26 de março vai ser o desafiante, na busca pelo cinturão dos leves, do Hero FC - Best of The Best, em disputa que ocorre no Texas, nos Estados Unidos, contra o atual campeão Alex Hernandez, 24.

Desde 2007 se dedicando às artes marciais mistas, o Campeão Mundial de Jiu-Jítsu tem se destacado no mundo das lutas. Até aqui são sete combates, com cinco vitórias e duas derrotas. 

“São cinco vitórias com quatro finalizações e um nocaute. Todas no primeiro round”, destacou o lutador amazonense, convidado para a disputa do cinturão leves do Hero FC.

“Estava treinando e competindo nos Estados Unidos. Acabei de ser campeão mundial de jiu-jitsu e vim pra Manaus tirar férias. Cheguei aqui me avisaram que iria lutar contra o americano Alex Hernandez. É a oportunidade que tenho para ficar mais próximo de entrar para o UFC ou mesmo o Bellator”, afirmou o atleta.

Se conquistar o cinturão, Trindade sabe que fica mais próximo da realização do sonho de entrar para o UFC. E um dos fatores que colaboram para que o lutador o realize é a “pegada” no octógono.

“Sou um lutador que parto pra cima. Meu ‘carro chefe’ é botar pra baixo e ficar trocando. Sou tão pra cima que na última luta tomei um soco no queixo e apaguei. Acordei levando soco e com o jiu-jitsu que tenho acabei finalizando o adversário em seguida. A torcida foi à loucura. Sempre empolgo a galera. E se eu for campeão vou ganhar um contrato com a organização (Hero FC) e fico mais próximo do meu objetivo”, explicou.

Rifas para o sucesso

Dividido entre Manaus e os Estados Unidos, onde treina e dá aula de jiu-jitsu para se manter, Trindade usa da humildade para ir mais longe, literalmente. É com a venda de rifas que ele consegue passagens aéreas para ir aos EUA.

“Na última (rifa) que fiz foi um tanque cheio de combustível, uma luva de boxe, vale tatuagem no valor de 500 reais e uma barca de Sushi no valor de 200 reais. Os amigos que me doaram. Consegui pagar as passagens no valor de R$ 2.800 e ainda sobrou mil reais. Com o dólar a quatro reais, não dá, enfim”, lamentou o lutador, que não conta mais com a ajuda de passagens aéreas doadas pela prefeitura.

“Estou desde 2007 batalhando. A prefeitura me dava passagens, e agora não estão mais dando. E ainda assim, sou campeão mundial e nos Estados Unidos já conquistei muita coisa. Aos pouquinhos e com a ajuda dos amigos estou chegando aos meus objetivos”, disse.

Até o dia do grande embate, Trindade foca em baixar o peso. Atualmente com 85 kg, ele precisar chegar aos 70.

“Vou ter que cortar. Preciso perder 15 quilos. Vai ser uma luta tensa de cinco rounds. Mas estou me preparando, treinando boxe, muay thai, jiu-jitsu e fazendo minha preparação física”, revelou.

Publicidade
Publicidade