Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2021
PLANEJAMENTO

FAF projeta novo limite de idade e nova fórmula para competições de base em 2021

Ideia do departamento de futebol de base da entidade é transformar as categorias de números ímpares em números pares, assim, atendendo a demanda de atletas que perderam oportunidade de competir em 2020 por conta da pandemia



11582e79-30bd-4458-8ae3-522e21315d8e_40F21B15-F541-4EE7-A46A-BBA95BC05E22.jpg Foto: Daniel Prestes
24/06/2020 às 10:43

Planejando recompensar o tempo perdido pela falta de competições de base em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o diretor executivo de futebol da base da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Thiago Durante, disse com exclusividade para o CRAQUE as ideias e ajustes que serão discutidas na entidade para ajudar os jovens atletas que estiveram sem torneios durante a temporada de 2020.

“Estamos com essa ideia de ano que vem transformar as categorias ímpares em categorias pares. Isso é uma tendência que poderá ocorrer no Brasil, há muitas conversas entre dirigentes do futebol que trabalham com a base em relação a isso. Então essa deve ser a fórmula para diminuir o prejuízo desses atletas, principalmente aqueles que estão no último ano e que subiriam de categoria”, explicou o diretor da FAF.



Durante explica que essa ideia deverá ser passada para o conselho técnico da FAF em uma data a ser marcada - a federação estadual irá voltar com as atividades presenciais no próximo dia 1º julho -, e explicou que a proposta tem caráter provisório, portanto, em 2022 as categorias voltariam a ser com números ímpares: Sub-9, Sub-11, Sub-13, Sub-15, Sub-17 e Sub-19.

“Para não ficar algumas categorias ímpares e outras pares, nós transformaríamos todas em pares no ano que vem, aí em 2022 voltaríamos com todas as categorias ímpares de novo. Assim não prejudicaria tanto os atletas que estouram idade esse ano”, ressaltou Durante, que já havia afirmado ao CRAQUE que somente o Amazonense Sub-19 deve ocorrer em 2020.

Foco nos pontos corridos

Thiago também falou sobre a ideia de realizar os campeonatos de base de 2021 com mais datas e, consequentemente, mais partidas de futebol.  ''Fazer com que as competições do ano que vem sejam mais longas, as competições de base ter um caráter menos eliminatório, fazendo com que o atleta jogue mais vezes, pois na categoria de base o importante é jogar, quanto mais se joga, mais se desenvolve os fundamentos do futebol para que a gente prepare melhor esses atletas e eles cheguem em uma avaliação mais positiva no profissional'', concluiu.

Vale destacar que o Campeonato Amazonense Sub-19 deverá ser a única competição de base que ainda terá continuidade no ano de 2020. O estadual que dá vaga na Copa do Brasil Sub-20 e na Copa São Paulo de Futebol Junior tem retorno previsto para o mês de setembro.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.