Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
BAREZÃO

Fast e Manaus fazem primeira partida da decisão do Campeonato Amazonense 2019

Quatorze dias após a decisão do segundo turno, Campeonato Amazonense retorna nesta quarta-feira (24) com a disputa da primeira partida da finalíssima



e8c2abdb-da11-4231-b177-7f7e6684be20_03A1D02A-95F7-436A-BD86-F5975AF62B44.jpg
As equipes já se enfrentaram duas vezes neste campeonato. No primeiro turno, o Manaus levou a melhor, já no segundo os times empataram em 1 a 1. (Foto: Márcio Silva/Freelancer)
23/04/2019 às 21:07

A espera finalmente acabou. Na noite desta quarta-feira (24), o Campeonato Amazonense volta a movimentar os torcedores e já com jogo decisivo. A partir de 20h, campeões dos dois turnos do Barezão, Fast e Manaus, se enfrentam no estádio Ismael Benigno, a Colina, na primeira partida da grande decisão do Barezão 2019. 

E se a última partida do Campeonato aconteceu há 14 dias, a espera do Fast é ainda maior. O time não entra em campo desde o dia 3 de abril, quando empatou justamente contra o Manaus, ainda na fase de grupos do segundo turno. Agora, a expectativa do Rolo Compressor é que o período sabático seja refletido em um bom desempenho em campo, para afastar a má fase que o clube enfrentou na segunda parte do campeonato.

“Nós tivemos vinte dias para treinar, para corrigir os erros, para melhorar aquilo que vínhamos fazendo de errado e acredito que a equipe evoluiu muito, tanto na parte física quanto na parte tática. Alguns erros que nós cometemos no segundo turno, acredito que nestes dois jogos da final não vão existir pelo fato de termos trabalhado em cima destes erros, corrigimos o que estava errado”, analisou William Saroa, artilheiro do Fast no Barezão, que também destacou que o time precisa ser inteligente dentro de campo.

“Neste primeiro jogo é muito importante não perder porque sabemos que o Manaus tem a vantagem do empate (Se referindo à vantagem de dois resultados iguais), por ter tido a melhor campanha, então temos que ser inteligentes, temos que ter paciência, jogar o jogo de acordo com o que o regulamento nos dá que são dois jogos. Sabemos que não podemos perder o primeiro jogo e se vencermos vai ser muito bom, mas se empatar não vai ser ruim, então acredito que nós temos que ser pacientes nesse primeiro jogo”, completou.

Pelo lado do Manaus, a avaliação é que a paralisação não trouxe nenhuma vantagem ao clube, mesmo com o tempo disponível para treinos. Por falar em vantagem, o discurso pelo lado do Gavião é de evitar que pensar no critério de desempate, ao menos por enquanto. “É sempre bom você entrar com uma vantagem, mas não temos nenhum pensamento de usar nesse momento. Nossa cabeça é de entrar focado em busca da vitória, que é o nosso maior objetivo. Temos que pensar na vantagem só no final do segundo jogo, se acaso precisar dela, porque se entrar pensando só na vantagem é perigoso demais”, analisou o zagueiro Thiago Spice, do Manaus.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.