Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
fut_BFE7E5A8-9139-4EBC-97EC-E6B9DBB0870D.jpg
publicidade
publicidade

CAMPEONATO AMAZONENSE

Fast e Penarol empatam em 1 a 1 no último jogo do 1º turno do Barezão

Como tinha a vantagem de jogar pela igualdade por ter melhor campanha na competição, o Tricolor de Aço ficou com o título simbólico do turno


09/03/2019 às 18:10

Em jogo com emoções até os acréscimos, Fast Clube e Penarol empataram em 1 a 1, na tarde deste sábado (9), no estádio da Colina, em partida que decidiu o primeiro turno do Campeonato Amazonense de 2019. Como tinha a vantagem de jogar pela igualdade por ter melhor campanha na competição, o Tricolor de Aço ficou com o título simbólico do turno.

Com gol de Luciano - Railson de pênalti descontou para o Penarol -, o Rolo Compressor não só se garantiu na finalíssima do Barezão desta temporada, como abocanhou vagas na Copa do Brasil e para o Brasileiro da Série D de 2020. Vale lembrar que o Fast ainda disputa a Quarta Divisão nacional ainda este ano e pode até conseguir o acesso à Série C do ano que vem.

A final

Como toda decisão, a partida entre Rolo Compressor e Leão da Velha Serpa começa morna, com as duas equipes estudando as melhores jogadas. O primeiro chute a gol foi do Penarol aos 4 minutos através de Ivan, mas a bola passou por cima da meta de Roger Kath. Aos 10 minutos, foi a vez do Fast chegar ao ataque pela direita com Wagner Diniz que assiste Ronan, mas na hora da conclusão o atacante do Tricolor teve o chute travado.

O Tricolor volta a carga aos 12 minutos quando tem escanteio a seu favor. Na sobra do lance Ronan fuzila pra grande defesa de Rascifran, mas a arbitragem já havia apontado impedimento fastiano. E só dava Fast. Aos 15 minutos, Igor se esforça e pega sobra de bola na esquerda, troca passe com William Saroa e na sobra o próprio Igor chuta rente à trave do Penarol.

Aos 21 minutos, Amaral recebe amarelo por falta em Juninho. Aos 25 minutos, Igor, do Fast, leva amarelo por falta em Marlon.

O jogo só volta a esquentar aos 36 minutos quando Amaral arrisca do meio da rua e força Roger Kath a fazer grande defesa.  Aos 39 minutos, Juninho, do Fast, leva amarelo por falta em Alberto.  Precisando da vitória a qualquer custo pra levar o título do turno, o Leão da Velha Serpa viu a conquista ainda mais distante aos 43 minutos, quando Amaral perdeu bola no meio de campo e Robinho, esperto, rouba o lance. Amaral segura o camisa 10 do Fast e é expulso pelo segundo cartão amarelo. Penarol com apenas 10 jogadores em campo.

A final fica ainda mais tensa e, já nos acréscimos, Geovane entra duro em cima de Ivan e também é premiado com o cartão amarelo. Assim como Wagner Diniz por falta sobre Alberto.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o pequeno Igor é substituído pelo grandalhão Eric de Paula, no Fast, na intenção de matar o jogo e não depender da vantagem do empate. No entanto, foi o Penarol que quase abre o placar com Branco. Em lance de bate rebate na zaga do Fast, o atacante penarolense pegou a sobra livre na pequena área, tentou driblar Roger Kath, mas perdeu o lance.

Mesmo com um homem a menos em campo, a iniciativa do jogo era do time de Itacoatiara.  Aos 6 minutos, Branco invade pela esquerda e cruza para Railson, mas o passe saiu descalibrado.

Nem mesmo a chuva, que desabou pra valer na Colina a partir dos 12 minutos do segundo tempo, parece ter resfriado o ânimo das duas equipes em campo. Em dois lances seguidos na zaga do Fast, a torcida do Penarol, que compareceu em grande número no estádio da Colina, pediu a marcação da penalidade.

Aos 15 minutos, o técnico Vladimir de Jesus volta a mexer no Tricolor. Sai Robinho para a entrada de Luciano. E logo no primeiro lance do camisa 18 no jogo, o atacante levou cartão amarelo. Aos 18 minutos, blitz do Rolo Compressor na defesa do Leão de Itacoatiara. Luciano cruza na pequena área e William Saroa vai de carrinho, mas a bola passa por sobre a meta de Rascifran.

Aos 20 minutos, foi a vez do veterano Adinamar Abib mexer no Penarol.  Alberto sai para a dar lugar ao gigante Fabiano Tanque. O jogo pega fogo de vez com o Leão da Velha Serpa se jogando inteiro ao ataque, enquanto o Rolo Compressor joga na base dos contra golpes. Aos 24 minutos, Ivan exausto, sai para a entrada de Leandrinho. Mas o golpe veio do Tricolor. Aos 25 minutos, Ronan faz um verdadeiro Carnaval pela ponta esquerda e cruza na medida para Luciano fazer 1 a 0 Tricolor.

A torcida do Fast ainda comemorava e Branco é derrubado por Wagner Diniz na área do Tricolor.  Edmar Encarnação marcou pênalti e ainda expulsou o lateral fastiano. Na cobrança, Railson não perdoou e deixou tudo igual. 1 a 1 e a decisão segue em aberto na Colina. O gol fez bem ao Penarol que voltou a carga aos 34 minutos com Branco. Mas o atacante do Leão mais uma vez errou o passe final.

Com o título do turno totalmente aberto, o Fast se limitava a tentar o gol nas jogadas agudas do veloz, mas pequenino Ronan. Já o Penarol buscava a vitória em lances de bola longa na busca de encontrar um desvio de  cabeça do lento, mas grandalhão Fabiano Tanque. Aos 46 minutos, Juninho leva o segundo cartão amarelo e também é expulso da partida.

Na Colina não cabia mais tensão nas duas torcidas. Aos 49 minutos, bola lançada na área do Tricolor e Branco, sozinho, cabeceia para fora, levando a torcida penarolense ao desespero. Aos 50 minutos foi a vez do Fast ter sua chance do desafogo, mas Valker, de forma incrível desperdiçou o lance.

Depois disso, só deu tempo da arbitragem encerrar a partida e a torcida do Rolo Compressor iniciar a festa. Fast Clube campeão do primeiro turno do Campeonato Amazonense 2019.

publicidade
publicidade
Masters do Corinthians enfrenta Seleção Evangélica do AM na Arena em maio
Ball Cats vai em busca do título da Champions Ligay em Brasília
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.