Sexta-feira, 26 de Abril de 2019
publicidade
FINALISTA

Fast empata com Nacional e avança para final do primeiro turno do Barezão

Na final do primeiro turno, o Fast revive um cenário parecido com o de 2018, quando foi campeão da mesma fase diante do Penarol, justamente o adversário da decisão do próximo sábado (09).



PHOTO-2019-03-06-21-53-21_BDEF8C37-D4DB-4869-A5B4-16A884AEA6DF.jpg
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
publicidade
publicidade
06/03/2019 às 22:10

Na segunda semifinal do primeiro turno do Campeonato Amazonense, o Fast carimbou vaga para a decisão  após empatar em 1 a 1 com o Nacional, na noite desta quarta-feira (06), no Estádio Ismael Benigno. 

O clássico Pai e Filho contou com final emocionante, com desfecho melhor para o Rolo Compressor, que carregava a vantagem do empate por terminar a fase de grupos na primeira posição. Ronan, do Fast, e Ray, do Nacional, marcaram os gols da partida.

Na final do primeiro turno, o Fast revive um cenário parecido com o de 2018, quando foi campeão da mesma fase diante do Penarol, justamente o mesmo adversário da decisão do próximo sábado (09). O time de Itacoatiara conquistou sua vaga na tarde desta quarta-feira, ao bater o Princesa do Solimões por 1 a 0. 

O jogo

Aos 12 minutos, o Nacional teve a primeira chance de gol da partida. Guilherme saiu da lateral e apareceu como elemento surpresa dentro da área, recebeu belo passe de Jonas, mas finalizou por cima e desperdiçou a primeira oportunidade. No lance seguinte, o Fast mostrou suas armas e assustou em finalização de fora da área com Valker.

publicidade

O jogo seguia sem grandes emoções e as oportunidades surgiam apenas em finalizações de longe, que quase não exigiam esforço dos goleiros. Aos 32, no entanto, Ronan recebeu com liberdade na ponta esquerda e abriu o placar para o Rolo Compressor em chute cruzado, que acertou o canto baixo do gol do Nacional. 

Por ter conquistado a liderança na fase de grupos, o Fast contava com uma grande vantagem já que até o empate serviria para a classificação e o Nacional passou a precisar de dois gols para se classificar. Ainda assim o Tricolor de Aço não tirou o pé do acelerador e criou pelo menos duas grandes chances de ampliar logo na sequência, mas não conseguiu fazer o segundo. O Nacional voltou a mostrar força aos 41 quando Paulo Brasília finalizou de muito longe e quase surpreendeu o goleiro do Fast. 

No segundo tempo, o ritmo da partida acelerou e a necessidade de fazer gols lançou o Nacional ao campo de ataque. Com espaço para o contra-ataque, o Fast assustava a cada investida em velocidade e o jogou ganhou em emoção.

Aos 26, o jogo esquentou de vez já que o Nacional chegou ao empate com gol de Ray, que dividiu bola com a zaga e conseguiu tocar, de carrinho, para o fundo do gol.

O jogo ganhou contornos dramáticos e o Fast passou a valorizar o empate enquanto esperava o relógio correr. O Nacional partiu para a pressão na reta final, chegou a ter chances de marcar o gol da vitória, mas o placar final apontou mesmo o empate e classificação fastiana.

publicidade
publicidade
Fast e Manaus fazem primeira partida da decisão do Campeonato Amazonense 2019
TJD-AM nega impugnação e Manaus é mantido como campeão do returno
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.