Sábado, 16 de Janeiro de 2021
SÉRIE D

Fast empata na Colina e vai pegar o Moto Club na próxima fase

Time saiu perdendo mas buscou empate com Matheus Oliveira, que garantiu segundo lugar do grupo



WhatsApp_Image_2020-11-28_at_17.35.12_62D823ED-BF3A-4033-BB8C-869E3A6CF8F2.jpeg Fotos: Phil Lima/freelancer
28/11/2020 às 18:12

O Fast saiu perdendo, mas buscou o empate com o Galvez n estádio da Colina neste sábado (28). Adriano abriu o placar para o Imperador e Mateus Oliveira empatou para o Tricolor de Aço. Com o empate, o time amazonense perdeu a liderança do grupo – que terminou com o Bragantino (PA) – e ficou na segunda colocação, com 26 pontos.

Com o chaveamento da série D definido, o Rolo Compressor enfrentará o Moto Club (MA), terceiro colocado do Grupo A2, na fase dos 32, a primeira do mata-mata da Série D. O primeiro jogo será no próximo fim de semana, no Maranhão e a decisão será em Manaus.



O jogo
O jogo começou com o Fast indo pra cima e conseguindo um escanteio logo no início do jogo. Italo cobrou, mas a zaga do Galvez afastou. O time da casa estava no ataque e tentava construir jogadas. Março Goiano cobrou falta, Alison cabeceou no segundo pau, mas a bola foi para fora. Depois foi a vez de Tiago mandar para fora em mais um ataque do Fast. Pelezinho chutou por cima do gol após bela trama do Tricolor de Aço. Depois Daivison roubou uma bola no meio campo, partiu e rolou para Denis Pedra chegar chutando, obrigando o goleiro do Galvez a fazer grande defesa. 

O começo promissor do Fast fazia pensar que o Rolo Compressor o gol estava amadurecendo. Mas a ilusão acabou aos 19 minutos quando o Galvez cobrou falta na entrada da área. Alencar, preocupado, colocou todos os 10 jogadores de linha na barreira, mas de nada adiantou. A falta cobrada por Adriano passou com facilidade por cima da barreira e o arqueiro do Tricolor apenas viu a pelota morrer no fundo da rede. Galvez 1 a 0. Dois minutos depois, após um erro de Pelezinho, quase o Imperador aumenta, mas Alencar fez defesa em um chute fraco de Daniego.

A melhor chance do Fast após o tento do adversário foi uma bola na trave de Daivison, que chutou na entrada da área, Tiago pegou o rebote, mas o goleiro afastou o perigo.

A partir daí, o Galvez passou a controlar o jogo. Criou duas boas chances: uma num chute de Adriano, carimbou o travessão, bateu na linha do gol e saiu. A outra após um chute de longe, Bernardo tirou em cima da linha o que seria o segundo gol do Imperador.

No segundo tempo, Lecheva colocou Régis e Mateus Oliveira e sacou Igor e Pelezinho.  Com o time mais ofensivo, o Fast pareceu ganhar um fôlego em relação ao time sonolento que terminou o primeiro tempo. O time rondava a área do Galvez, mas se complicava errando passes, tomando decisões erradas, ou sendo travado pela marcação. 

O Galvez parecia certo de que iria jogar no erro do Fast e foi assim que veio a primeira chance do Imperador após uma roubada de bola do jogador do time acreano. Douglas venceu o confronto contra Bernardo, colocou na frente e entrou na área, mas Alencar se adiantou e fez a defesa.

O Fast rondava a área adversária, mas não conseguia ameaçar o goleiro Miller até que aos 20 minutos, Mateus Oliveira recebeu um lançamento de Régis. Miller saiu mal do gol, e o atacante do Fast levou a melhor e aproveitou o gol vazio para deixar tudo igual.

A partir daí, o jogo caiu de ritmo. O Fast ainda tentava atacar, mas sem muito sucesso. O Galvez, tentava sair jogando, mas também sem grandes aproveitamentos no campo de ataque.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.